Conteúdo para Assinantes

Continue lendo ilimitado o conteúdo para assinantes do Estado de Minas Digital no seu computador e smartphone.

price

Estado de Minas Digital

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas digital por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Estado de Minas

A importância da saúde bucal

A boca desempenha funções essenciais à saúde do nosso organismo como um todo


postado em 25/10/2018 05:04


Hoje é comemorado o Dia Nacional da Saúde Bucal. A campanha procura conscientizar sobre a importância da higienização dessa área do corpo para a prevenção de problemas como a cárie; mau hálito; aftas; tártaro; gengivite (inflamação na gengiva); periodontite (infecção gengival grave que pode destruir o osso maxilar); e o câncer de boca.

 A relevância dessa inciativa se torna ainda mais evidente quando observamos que o uso de escova, creme e fio dental é feito por somente 53% dos brasileiros, segundo dados revelados pela Pesquisa Nacional de Saúde do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

 A boca desempenha funções essenciais à saúde do nosso organismo como um todo. Além de possibilitar a fala, mastigação e a respiração, a boca é a maior cavidade do corpo com acesso direto ao meio ambiente. Devido a esse contato com o externo, a cavidade bucal se tornou um dos principais locais de entrada de bactérias e micro-organismos, que podem provocar desde pequenas infecções até contaminações e implicações mais sérias. A má higiene da boca pode causar tanto doenças na própria área quanto agravar outras enfermidades, como as doenças cardiovasculares e o diabetes.

 A higienização correta da boca pode diminuir significativamente as chances de desenvolvimento de doenças e distúrbios bucais e dentários. Acredito que é necessário deixar claro que as principais causas das doenças bucais são o acúmulo de placa bacteriana, a prática do fumo, o alcoolismo e os maus hábitos alimentares.

 Para manter a saúde e prevenir doenças bucais, oriento que os pacientes escovem os dentes e façam uso diário do fio dental após as refeições. As pessoas devem optar por produtos de higiene bucal com flúor e escovas com cerdas macias e arredondadas. Lembrando que as mesmas devem ser substituídas a cada três meses ou quando as cerdas entortarem.

 Com uma pequena quantidade de creme dental, a escovação deve abranger os dentes e a língua, sendo realizada de forma delicada e leve. A aplicação do enxaguante bucal também é uma boa opção, mas é preciso que o mesmo seja indicado por um dentista.

 Outros comportamentos que devem ser levados em consideração para o combate a doenças bucais são a manutenção de uma alimentação saudável; a ingestão de muita água; o uso do protetor solar labial; a diminuição ou suspensão do consumo de alimentos açucarados; o interrompimento do uso do fumo e da ingestão de bebidas alcoólicas; e a realização de visitas regulares ao dentista.

 Já para a identificação do câncer de boca, as pessoas devem ficar atentas a alterações como a dificuldade de cicatrização de feridas na mucosa e entorno da cavidade oral, o aparecimento de manchas brancas ou avermelhadas e o surgimento de sangramentos. No entanto, somente o dentista poderá identificar um possível caso da doença e encaminhar o paciente para um oncologista.


Publicidade