Publicidade

Estado de Minas EMPREGO

Em Campinas, anúncio de vaga de emprego exige vacinação pela Pfizer

Anúncio para governanta na cidade do interior paulista exige que candidatas tenham recebido doses da Pfizer. Salário é de R$ 1.600


22/06/2021 13:25 - atualizado 22/06/2021 14:23

Muitos brasileiros estão escolhendo vacina: corrida as postos é pelo imunizante da Pfizer(foto: Edesio Ferreira/EM/D.A Press.)
Muitos brasileiros estão escolhendo vacina: corrida as postos é pelo imunizante da Pfizer (foto: Edesio Ferreira/EM/D.A Press.)


Uma vaga para governanta em Campinas, no interior de São Paulo, mostra que os brasileiros estão escolhendo vacina, e que a preferida é o imunizante da Pfizer.

Segundo o jornal "Folha de S.Paulo", o processo seletivo lançou mão de mais uma exigência, além das qualidades técnicas. A candidata deverá ter sido vacinada com as doses produzidas pela Pfizer. A vaga é para governanta, e anúncio foi publicado no site Trabalha Brasil.

A governanta terá como tarefas os serviços domésticos, que inclui atuar também como babá, quando preciso, e limpar a casa.

Além de exigir estar vacinada com a Pfizer, há outras exigências para as candidatas: ser cuidadosa, organizada, disciplinada e ter boa bagagem cultural.

O salário divulgada é de R$ 1.600, com contração via microempreendedor individual (MEI).

O anúncio não traz o contato do empregador, apenas um espaço para cadastro de candidatos.

A procura pela vacina da Pfizer, não só em São Paulo, mas em todo o Brasil é pela alta taxa de eficácia (95%) e por ela ser uma das que seriam incluídas em um possível passaporte COVID-19 em países como os EUA.

No Brasil, até agora, a populção em sido imunizada com três vacinas: Coronavac AstraZeneca e a da Pfizer. As taxas de eficácia são: a da Coronavac é de 50,38%, a da AstraZeneca, 70%, e a da Pfizer, 95%.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade