Publicidade

Estado de Minas Crimes de Lázaro

Caso Lázaro: Morador de Girassol teve casa invadida; polícia procura pistas

Homem encontrou casa revirada na tarde de sábado e relatou aos policiais que nada foi roubado. Cadela Cristal, que fez buscas em Brumadinho, atuará nas buscas


21/06/2021 04:00

Jéssica Moura, Edis Henrique Peres e Darcianne Diogo

PMs de Goiás, armados, vistoriam casa invadida em Girassol (foto: Minervino Júnior/CB/D.A Press)
PMs de Goiás, armados, vistoriam casa invadida em Girassol (foto: Minervino Júnior/CB/D.A Press)

As forças de segurança em Girassol, distrito de Cocalzinho (GO), investigam mais uma pista da possível localização de Lázaro Barbosa, de 32 anos, procurado há 12 dias. Um morador da região relatou aos agentes que a casa dele foi invadida e encontrou tudo revirado. A propriedade fica às margens da BR-070, logo na entrada da cidade, e foi arrombada na tarde de sábado (19/06).

O autônomo Josenilton de Almeida, de 28, disse não ter sentido falta de qualquer objeto e, apesar do ocorrido, diz se sentir seguro. "Não estou com um pingo se medo." Policiais militares de Goiás vasculham a área de cerca de 200 metros quadrados em busca de pistas na mata e às margens da BR-070, que corta a cidade.

CADELA 
Cristal, a cadela da raça border collie que atuou nas buscas pelas vítimas de Brumadinho – o rompimento da barragem em Minas Gerais ocorrido em 25 de janeiro de 2019, matando 270 pessoas – atuará nas buscas por Lázaro Barbosa Sousa, de 32.

Cristal tem 6 anos e é treinada para farejar o cheiro de pessoas vivas ou mortas pelo ar. Ou seja, não é necessário algum objeto, como uma roupa, para que ela sinta o odor e identifique algum vestígio. Em Brumadinho, a cadela atuou entre 26 de janeiro e 4 de fevereiro de 2019.

A cadela já está no distrito de Girassol, Cocalzinho (GO), e na manhã de ontem saiu com os militares para farejar Lázaro. Além de Cristal, que vem de Anápolis (GO), outros dois labradores de Luziânia (GO), um macho e uma fêmea, também atuarão nas buscas por Lázaro. Os dois têm cerca de três anos, segundo informou o Corpo de Bombeiros Militar de Goiás.

Já são 12 dias de buscas pelo homem que vem aterrorizando moradores do DF e de Goiás. A operação, que envolve 270 policiais civis, militares, federais e rodoviários federais, se concentra no distrito de Girassol, povoado de Edilândia, e em Cocalzinho, em Goiás. A suspeita é de que Lázaro esteja escondido na mata da região. Ele é investigado por uma série de crimes. Em um deles, deixou um idoso em estado vegetativo durante assalto em Santo Antônio do Descoberto (GO). 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade