Publicidade

Estado de Minas LOGÍSTICA

Erro do Ministério da Saúde desvia 76 mil doses de vacina do Amazonas

Remessa destinada ao estado desembarcou no Amapá, que esperava 2 mil


24/02/2021 20:08 - atualizado 24/02/2021 20:32

Governo do Amapá recebeu 78 mil doses, sendo que esperava apenas 2 mil (foto: Divulgação/Governo do Amapá)
Governo do Amapá recebeu 78 mil doses, sendo que esperava apenas 2 mil (foto: Divulgação/Governo do Amapá)
Nesta quarta-feira (24/02), o Amazonas recebeu 2 mil doses de vacinas contra a COVID-19, enviadas pelo Ministério da Saúde. No entanto, era para o estado ter recebido 78 mil unidades de imunizantes. Ao mesmo tempo, um carregamento com 78 mil doses desembarcou no Amapá, que esperava receber apenas 2 mil doses.
 
O Ministério da Saúde admitiu o erro e garantiu que ainda na madrugada de quinta-feira (25/02) a confusão será desfeita.

"O Ministério da Saúde informa que o Amazonas e o Amapá receberão, ainda esta madrugada, as quantidades de doses corretas reservadas aos estados nesta quinta etapa de distribuição de vacinas. O estado do Amazonas receberá 76 mil doses adicionais que haviam sido entregues ao Amapá, totalizando 78 mil vacinas. O Amapá, por sua vez, ficará com as 2 mil", esclareceu o ministério em nota.

mais cedo, o governador amazonense, Wilson Lima (PSC), disse que "houve alguma confusão, a gente recebeu apenas 2.000. Estamos ligando para o Ministério da Saúde. Acho que agora o risco de faltar [vacinas] vai ser menor. Até o fim de semana a gente deve ter outro lote. A sinalização é que até o fim de fevereiro a gente receba [vacinas] para ter um fôlego por uns 15 dias".
 
O Amapá, com o quantitativo de 2 mil doses, pretende imunizar profissionais de saúde e idosos. “Com essa nova remessa, vamos conseguir vacinar cerca de 8% dos trabalhadores da Saúde e quase 25% da população entre 80 e 84 anos”, publicou o governador Waldez Góes em uma rede social.

 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade