Publicidade

Estado de Minas COMUNICAçãO

Google e Grupo Diários Associados fazem parceria inédita no Brasil

Gigante de tecnologia prepara agregador de conteúdos jornalísticos em que produtores serão remunerados. Grupo Diários Associados é o primeiro a fechar a parceria no Brasil


postado em 25/06/2020 04:00 / atualizado em 24/06/2020 15:24

Os jornais Estado de Minas e Correio Braziliense – do Grupo Diários Associados – e o Google serão parceiros no desenvolvimento de uma ferramenta jornalística pioneira, que permitirá navegar com mais segurança pelo mar de notícias que circulam pela internet. Ainda sem nome definido, o produto funcionará como uma extensão do Google News, mais popular agregador de notícias da internet, e do Discover, seleção de links exibida a quem acessa o motor de buscas pelo smartphone.

No novo sistema, porém, os conteúdos não serão selecionados por algoritmos (sequência matemática que o buscador utiliza para determinar a relevância do material que exibe). A curadoria editorial ficará a cargo dos veículos integrados ao projeto, que será implantado, inicialmente, na Alemanha, na Austrália e no Brasil. O Estado de Minas e o Correio são os primeiros veículos a fecharem a parceria com o Google no Brasil. Outra novidade é que a plataforma vai remunerar as empresas de comunicação pelo licenciamento dos conteúdos selecionados.

Segundo a coordenadora de parcerias editoriais do Google, Andrea Fornes, a ferramenta será lançada entre o fim deste ano e o início de 2021. A ideia é que ela ofereça conteúdos normalmente disponibilizados no formato paywall, ou seja, exclusivo para assinantes. “Nós estabelecemos contratos com os publicadores para abrir esses produtos jornalísticos fechados, com a anuência deles. É uma espécie de demonstração, pensada para atrair mais assinaturas para os jornais, ao mesmo tempo em que fortalece a marca de veículos relevantes e divulga informações de qualidade, de maior profundidade, produzidas por jornalistas profissionais”, afirma.

Piloto

Ainda de acordo com Andrea, o produto também permitirá ao consumidor navegar pelas informações publicadas on-line com mais eficiência, critério e autonomia. “A gente acha que, hoje, o acesso às notícias está muito fácil. Com isso, o usuário se perde facilmente no mar de informações. Com esse produto, a gente espera trazer um pouco de foco. Porque o usuário terá à sua disposição produtos jornalísticos benfeitos, curados pelos próprios veículos. E, ali, dentro desse leque, ele vai poder selecionar o que for do seu interesse. Essa é uma forma que o Google encontrou de triar minimamente as notícias que circulam por aí, e fidelizar o usuário às fontes com as quais ele se identifica”, esclarece.

Os analistas do Google e os profissionais do setor de TI dos Diários Associados iniciarão, em breve, o processo de integração entre sites, gerenciadores de conteúdo e sistemas das duas empresas. O diretor de operações e negócios digitais dos Diários Associados, Alexandre Magno, explica que projeto-piloto inclui a liberação de notícias das editorias de cidades, política e esportes. “Vamos começar oferecendo diariamente, pelo menos, sete matérias para esse produto. Planejamos mobilizar nossos melhores esforços para produzir material especial, de excelente qualidade para a nova plataforma”, pontua.

Expertise


O diretor- executivo dos Diários Associados em Minas Gerais, Geraldo Teixeira da Costa Neto, acredita que a ferramenta desenvolvida pelo Google contribuirá para a formação de leitores qualificados e cientes de que o jornalismo profissional é um instrumento de civilidade. “Sobretudo em tempos de fake news. O ambiente de circulação das notícias nunca esteve tão agitado, em tão franca expansão e tão cheio de mudanças. É natural que pessoas tenham dificuldade de distinguir o que é falso do que é seguro. Esse projeto vai ajudar nisso. É um porto seguro para o leitor”, destaca.

O dirigente destacou ainda a expertise que os Diários Associados têm a oferecer ao projeto, além do histórico de parcerias entre o grupo e o Google. “O grupo atua há 92 anos no mercado e tem um projeto de internet maduro, iniciado há mais de 20 anos. Colocamos nossa credibilidade e espírito de inovação a serviço dessa iniciativa. Que, aliás, não é a primeira, nem será certamente a última que trabalhamos com o Google. Temos uma relação já de alguns anos. Essa parceria pioneira só aumenta nossa responsabilidade e demonstra nossa relevância no cenário jornalístico”, analisa.
 

Compartilhe no Facebook
*Apenas para assinantes do Estado de Minas

Publicidade