Publicidade

Estado de Minas

Cadela morre devido a susto causado por fogos durante vitória do Flamengo

Lua era uma cadela farejadora da PRF e atuava na apreensão de drogas no Espírito Santo. O barulho dos fogos causou um ataque cardíaco no animal, segundo a corporação


postado em 25/11/2019 19:41 / atualizado em 25/11/2019 19:45

A PRF afirma que Lua cumpria as tarefas policiais de apreensão de entorpecentes desde 2016(foto: Divulgação/ PRF-ES)
A PRF afirma que Lua cumpria as tarefas policiais de apreensão de entorpecentes desde 2016 (foto: Divulgação/ PRF-ES)
Com a vitória do Flamengo na Taça Libertadores, no último sábado (23/11), os torcedores não hesitaram em soltar fogos de artifício por todo o país. No Espírito Santo, porém, a comemoração resultou em uma tragédia: a morte de uma cadela farejadora da Polícia Rodoviária Federal. 
 
Carinhosamente chamada de Lua pelos membros da corporação, a cadela, um pastor-alemão, tinha 4 anos. Com o imenso barulho que a conquista do Flamengo provocou, o animal teve uma parada cardíaca em decorrência do susto que levou e não resistiu. 
 
Saudades
 
Em nota, a PRF afirma que Lua cumpria as tarefas policiais de apreensão de entorpecentes desde 2016. Além disso, o documento enfatiza que “a cadela policial vai deixar saudades, na certeza que seu trabalho foi de grande feito à instituição”.
 
Ainda de acordo com a PRF, o último trabalho da cadela foi "auxiliando na apreensão de 10kg de pasta-base de cocaína na BR-101". A operação rendeu a apreensão de 20 tabletes e resultou na prisão de um homem, em 29 de outubro.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade