Publicidade

Estado de Minas GERAL

Comando da PM afasta diretor de colégio militar em Goiás


postado em 22/10/2019 21:03

O Comando da Polícia Militar determinou o afastamento do diretor e dois agentes do Colégio da PM João Augusto Perillo, na cidade de Goiás, a 170 km da capital Goiânia, após denúncias sobre revistas em que alunos alegam ter ficado nus. O Ministério Público também apura o caso. O caso foi divulgado pela Rede Globo e confirmado pelo jornal O Estado de S. Paulo.

Segundo a emissora, o caso ocorreu na sexta, 18, em uma verificação de suposto envolvimento de estudantes com o tráfico de drogas. Em entrevista, uma aluna afirmou que teve de ficar nua em frente a um agente no banheiro feminino.

Em nota, o Comando afirma que determinou a "imediata instauração de procedimento administrativo, objetivando apurar os fatos relatados pelos alunos submetidos à busca pessoal". Já foi nomeado novo diretor da unidade.

O caso, que foi denunciado ao Conselho Tutelar, está em via de ser encaminhado do Ministério Público Estadual, na Promotoria da cidade de Goiás. O promotor do município, Edivar Muniz, pediu as informações ao colegiado.

Com a palavra, o Comando-Geral da PM

Em relação à reclamação de revista em alunos, o Comando-Geral da Polícia Militar determinou o afastamento imediato do Diretor e de mais dois policiais militares do Colégio da PM João Augusto Perillo, localizado na cidade de Goiás, assim que foi informado do caso. Determinou-se, também, a imediata instauração de procedimento administrativo, objetivando apurar os fatos relatados pelos alunos submetidos à busca pessoal. A Assessoria de Comunicação da Polícia Militar do Estado de Goiás informa, ainda, que o Comando da Instituição já nomeou um novo Comandante/Diretor da referida unidade escolar.


Publicidade