Publicidade

Estado de Minas GERAL

Sem MPs, Câmara vota convocar Weintraub e urgência para sustar decreto de armas


postado em 14/05/2019 18:09

As medidas provisórias que estão na fila do plenário da Câmara vão continuar mesmo em modo de espera, sem a análise dos deputados nesta semana, conforme o Broadcast, sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado antecipou mais cedo com fontes. Para a semana, apenas quatro matérias estão na lista de deliberações da Casa, nenhuma delas MP, nem sequer a 863, que trata da abertura do setor aéreo brasileiro, expira semana que vem e chegou a entrar na pauta desta terça-feira, 14.

Ao final de reunião de líderes da Casa, o deputado Elmar Nascimento (DEM-BA) disse que a pauta do plenário desta semana inclui a votação de um requerimento de convocação do ministro da Educação, Abraham Weintraubm, para explicar os cortes em orçamentos de universidades federais, uma urgência de projeto de decreto legislativo para sustar o decreto de armas de Jair Bolsonaro, a tentativa de finalização da discussão do projeto de lei de licitações e a votação, "se der tempo", do PL 7223, que trata do regime disciplinar diferenciado.

Ao ser perguntado sobre se haveria alguma chance de votação de MP esta semana, Nascimento respondeu: "Acho difícil com essa pauta aí". Também questionado se esse adiamento das votações sinalizaria que está ficando cada vez mais perto a possibilidade de a MP 870, da reestruturação dos ministérios, caducar, ele comentou: "Aí é problema do governo, ele que tem de se articular".


Publicidade