Publicidade

Estado de Minas GERAL

Vigilância sanitária interdita campus da UniRio


postado em 10/05/2019 16:35

A Vigilância Sanitária interditou o campus do Centro de Letras e Artes da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UniRio), na Urca, zona sul do Rio. A ação inclui o fechamento provisório do restaurante universitário.

O órgão de fiscalização encontrou problemas de higienização e de manutenção no sistema de abastecimento de água do campus, que registrou três casos de alunos com hepatite A.

A interdição do campus aconteceu na quinta-feira, 9, obrigando a suspensão das aulas pelo menos até o início da próxima semana. O restaurante universitário, que é abastecido pelo mesmo sistema, também está fechado.

Segundo a Subsecretaria de Vigilância Sanitária e Controle de Zoonoses do Rio (Subvisa), uma inspeção realizada na quarta-feira determinou a limpeza imediata da caixa d´água central - que tem capacidade para oito mil litros - e das três cisternas que abastecem o local, que armazenam 30 mil litros.

O serviço, contudo, não havia sido iniciado no dia seguinte, o que levou a Subvisa a interditar o local. A Unirio ainda foi multada em R$ 519,30.

"Na inspeção, não foram apresentados os certificados da última higienização dos reservatórios e o laudo de potabilidade (da água). Também identificamos a necessidade da vedação adequada das tampas. Esse quadro nos levou a advertir para a não utilização da água, até que todos os procedimentos fossem concluídos", explicou João Telles, da Coordenação de Engenharia da Vigilância. "Como os trabalhos não foram iniciados, decidimos pela interdição dos reservatórios."

Durante a inspeção, os técnicos encontraram vestígios de terra e galhos nas cisternas e caixa d’água. Eles acreditam que o material possa ter se depositado durante o temporal do início de abril.

Em nota, a Pró-Reitoria de Administração da Unirio informou que está contratando uma empresa em regime emergencial para resolver o problema. "Os serviços abrangidos serão a limpeza, vedação e higienização de todos os reservatórios de água, cisternas e caixas d’água, bem como a apresentação dos certificados e os laudos de potabilidade da água de consumo", diz o texto, que informa ainda que a intenção é de que os trabalhos comecem neste sábado.

Segundo a universidade, a previsão é de que tanto o Centro de Letras e Artes quanto o restaurante voltem a funcinar normalmente na próxima semana.


Publicidade