Publicidade

Estado de Minas GERAL

Cheio pelas chuvas, Tietê volta a cobrir de lixo parte do centro de Salto


postado em 10/04/2019 14:42

O rio Tietê voltou a transbordar e carregar grande quantidade de lixo para as ruas da região central de Salto, interior de São Paulo. No início da tarde desta quarta-feira, 10, a rua 24 de Outubro, a mais atingida, estava interditada pela camada de lixo que cobriu a extensão mais próxima do rio. O acesso ao Campo do Avenida estava bloqueado. Os detritos se acumularam também no Parque das Lavras e entre as pedras do Complexo da Cachoeira, principais pontos turísticos da cidade.

Na avenida, catadores de recicláveis aproveitaram para recolher garrafas PET, latas e até capacetes, alheios ao risco de contaminação. A prefeitura informou que as águas baixaram para uma vazão de 450 m³ por segundo, mas a avenida seguiria interditada até que a limpeza do local fosse realizada. A previsão era iniciar a remoção do entulho ainda nesta quarta-feira, 10. O material será levado para o aterro sanitário. Na noite de terça, as ruas e praças próximas do rio chegaram a ser interditadas devido ao transbordamento do Tietê.

Essa foi a terceira vez este ano que o lixo trazido pelo rio da Região Metropolitana de São Paulo se acumula em ruas da cidade. O fenômeno se repete toda vez que chove com grande intensidade na capital e em cidades da região. O lixo flutuante acaba ultrapassando as comportas das represas de Santana de Parnaíba e Pirapora do Bom Jesus e, quando há transbordamento, é levado para a parte baixa da área urbana de Salto, que é estância turística. Nos últimos cinco anos, a prefeitura removeu mais de 200 toneladas de detritos carreados pelo Tietê.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade