Publicidade

Estado de Minas GERAL

Rodovias paulistas devem receber 6,3 milhões de veículos durante o carnaval


postado em 27/02/2019 18:34 / atualizado em 28/02/2019 18:25

Ao menos 6,3 milhões de veículos vão circular pelas principais estradas de acesso às praias e ao interior de São Paulo para aproveitar as folias do carnaval. Somente pelas estradas sob concessão devem deixar a Grande São Paulo 2,5 milhões de carros, segundo previsão da Agência de Transportes do Estado de São Paulo (Artesp). As rodovias federais preveem tráfego de 2,8 milhões de veículos, conforme as concessionárias. Cerca de 1 milhão devem passar pelas rodovias administradas pelo Departamento de Estradas de Rodagem (DER).

O maior movimento de saída acontece na sexta-feira, 1, a partir das 11 horas, até a meia-noite. Na manhã de sábado, 2, o trânsito começa a ficar intenso a partir das 6 horas, seguindo carregado até as 20 h. Para facilitar o acesso à Baixada Santista, haverá Operação Descida a partir das 11 horas de sexta e até 20 h de sábado, no Sistema Anchieta-Imigrantes, com 7 faixas no sentido do litoral.

Na Rodovia dos Tamoios, principal acesso para o Litoral Norte, haverá faixa adicional no trecho de serra, do km 68 ao km 81, dependendo do fluxo de veículos - a previsão é da passagem de 215 mil carros durante o carnaval. As obras de duplicação da rodovia serão interrompidas a partir das 13 horas de sexta. Os motoristas devem estar atentos à sinalização, já que, em caso de muita chuva, com risco de queda de barreiras, a estrada pode ser fechada por segurança.

....(foto: ,....)
.... (foto: ,....)
Na Dutra, há obras no km 145, em São José dos Campos, com possibilidade de interdições rápidas de faixa. Em Queluz, no km 10,8, o acostamento está interditado. Na Bandeirantes, no domingo, 2, e na terça-feira, 5, os caminhões que seguem para a capital devem sair no km 48, em Jundiaí, seguindo pela Anhanguera, até o km 23, próximo de São Paulo.

O motorista que seguir de carro para o interior pela rodovia Raposo Tavares vai encontrar a pista parcialmente bloqueada, com operação "pare e siga", no km 229,9, em Paranapanema. No local, são realizadas obras de recuperação estrutural numa ponte e só passa um veículo leve por vez. O tráfego para caminhões nesse trecho está proibido. A opção é a rodovia Castelo Branco.

Bafômetro

Durante o Carnaval, a Polícia Rodoviária Federal vai utilizar pela primeira vez em São Paulo o chamado bafômetro passivo para detectar a embriaguez do motorista. O equipamento capta o álcool sem que o condutor precise colocar a boca no aparelho. Uma luz verde indica que não há álcool no ambiente, enquanto outra amarela aponta que pode haver álcool, já a luz vermelha denuncia o uso de bebida alcoólica.

Conforme a PRF, o aparelho identifica no ar a presença do álcool a uma distância de 20 a 30 cm. Seu uso não serve como prova nos processos, porque o equipamento não define exatamente quanto o motorista bebeu. Porém, se o novo bafômetro apontar a presença do álcool, o motorista será convidado a descer para fazer o teste no equipamento tradicional.

Segundo o inspetor chefe da polícia da região de São José do Rio Preto (SP), Fagner Campos, os aparelhos ainda estão sendo testados, mas vários deles estarão disponibilizados nas viaturas para uso já no carnaval. Ele acredita que a novidade deverá ser expandida em breve para outras partes do país.

Vantagem

"O equipamento facilita a fiscalização e será usado na abordagem inicial do motorista", contou o inspetor, que também vê economia com a iniciativa.

"No uso do aparelho tradicional é preciso trocar o bocal, dispositivo onde o motorista sopra, sempre que é feito um teste. E isso tem um custo. Mas havendo esta verificação anterior, se der luz verde o motorista fica livre do exame de dosagem", explica.


Publicidade