Publicidade

Estado de Minas GERAL

Vice-presidente Abras quer plano de segurança específico para o Rio


postado em 09/11/2018 18:39

O vice-presidente da Associação Brasileira de Supermercados (Abras), Fábio Queiroz, disse nesta sexta-feira, 9, que espera que o presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), implemente uma política de segurança específica para o Rio de Janeiro, com ênfase nas área turísticas, para que haja maior circulação e consumo na cidade. Segundo ele, "a expectativa é alta" porque Bolsonaro é do estado e da área de segurança.

Queiroz, que também é presidente da Associação de Supermercados do Rio de Janeiro (Asserj), afirma ainda que a intervenção militar na segurança, que termina em 31 de dezembro, reduziu significativamente o roubo de cargas no estado, que já provocava falta de alguns produtos.

"A expectativa é alta porque independentemente da intervenção continuar ou não é importante que haja uma política específica para o Rio", disse. "É preciso uma política de segurança especializada, de alguém que conheça a cidade, que conheça inteligência, e que traga resultado eficaz", completou.

A associação lançou nesta sexta, no Rio, a edição 2019 de sua convenção anual, que acontece em março, no Riocentro. Ele disse esperar a retomada da confiança para que o setor possa voltar a crescer, mas não quis estimar quanto o setor pode crescer no próximo ano. A estimativa do setor é fechar 2018, com aumento real das vendas de 0,2%, com incremento de 10% em dezembro comparado ao mesmo mês do ano anterior.

"Esse pouquinho para cima faz muita diferença para a confiança do empresário, para que ele possa pensar em voltar a investir", disse.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade