Publicidade

Estado de Minas

Protesto em frente ao MEC termina com pelo menos quatro pessoas presas


postado em 26/04/2018 15:48

Brasília, 26 - Um protesto de estudantes da Universidade de Brasília (UnB) em frente ao Ministério da Educação (MEC) terminou em confronto com a Polícia Militar nesta quinta-feira, 26. Pelo menos quatro pessoas foram detidas.

A cavalaria da PM foi acionada e foram usadas balas de borracha e bombas de gás para dispersar o grupo de cerca de 40 estudantes. Segundo o órgão, "os manifestantes fizeram uma linha e foram para cima dos policiais com escudos feitos de tapume, pedras e paus".

Esta é a segunda vez no mês que uma manifestação de alunos da UnB termina com detidos. No último dia 10, três foram detidos. A comunidade acadêmica tem protestado contra a crise financeira que a universidade enfrenta. A reitoria da universidade está ocupada.

Em nota, associações de estudantes consideraram que houve uma "repressão desproporcional" ao ato. "Não nos deixaram nem ficar em frente ao MEC. Após menos de 5 minutos que estávamos lá, sem que os estudantes e trabalhadores fizessem nada, a cavalaria partiu pra cima dos manifestantes tacando bombas de gás e tiros de balas de borracha", diz o texto.

Também em nota, o MEC afirmou que "respeita e considera legítimo o direito de manifestação em uma nação democrática como o Brasil", desde que "esse direito não pode ferir o direito de ir e vir das pessoas e nem causar prejuízos ao patrimônio público e à prestação de serviço à sociedade". O ministério também disse que tem "mantido diálogo aberto e direto com os estudantes e com toda a sociedade sobre a situação da UnB".

(Isadora Peron)

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade