Publicidade

Estado de Minas

Vídeo indica que PMs alteraram cena de chacina em Carapicuíba


postado em 10/10/2015 17:19

São Paulo, 10 - Um vídeo gravado por vizinhos de uma pizzaria, onde quatro rapazes foram mortos na última chacina de Carapicuíba, na Grande São Paulo, foi fundamental para a prisão de três policiais militares. O crime aconteceu no dia 19 de setembro. Todas as vítimas eram funcionárias do estabelecimento e não tinham passagens pela polícia.

Nas fotos feitas pelos peritos, porém, as vítimas estão em posições diferentes daquelas gravadas em vídeo. Eles aparecem com a barriga para cima e, alguns, com os braços abertos. Para a Corregedoria da PM, os três policiais presos modificaram a cena do crime com objetivo de atrapalhar as investigações.

Foram mortos Douglas Bastos Vieira e Mateus Moraes dos Santos, ambos de 16 anos; José Carlos do Nascimento, 17; e Carlos Eduardo Montilha de Souza, 18. Investigações da Corregedoria apontam que os jovens praticavam assaltos na região e roubaram a bolsa da mulher do policial militar Douglas Gomes Medeiro, que está preso. A bolsa foi encontrada na casa de uma das vítimas da chacina. Os familiares negam as acusações.

Os três PMs foram presos nesta quinta-feira, 8, e não tiveram os nomes revelados. Todos estão com prisão preventiva decretada pela Justiça Militar. Outros cinco policiais e um guarda civil também foram presos por suspeita de participar da maior chacina da história, que deixou 19 mortos e 5 feridos, em Osasco e Barueri, em 13 de agosto. Durante a operação, outros dois policiais militares foram presos em flagrante por posse de arma e munição irregulares.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade