Publicidade

Estado de Minas

PM afasta cabo que atingiu jovem com tiro de fuzil no RJ


postado em 28/04/2012 20:42

A Polícia Militar afastou o cabo Geraldo Gonçalves Figueiredo, do 15º Batalhão de Polícia Militar (Duque de Caxias, Baixada Fluminense), que atingiu com um tiro de fuzil pelas costas um adolescente de 16 anos, na noite de sexta-feira. O rapaz passou por várias cirurgias e está internado em estado grave. O policial alegou que o disparo foi acidental.

Luís Diego da Silva jogava bola com amigos numa quadra do Parque Lafaiete, quando policiais militares chegaram procurando um assaltante. "Meu filho se assustou com a chegada da viatura e foi saindo de perto. O PM perguntou por que meu filho estava correndo. Ele disse que só estava saindo da frente para dar passagem aos policiais. Quando ele virou as costas, o PM atirou" contou o pai do rapaz, Wilson da Silva.

O cabo se apresentou à delegacia do bairro e contou que Luís Diego havia se aproximado demais e portava uma "mochila suspeita". Ele disse ainda que tropeçou e acabou fazendo o disparo. O fuzil do PM foi apreendido e ele foi indiciado por lesão corporal culposa - em que não há intenção.

Luís Diego está internado no Hospital Moacyr do Carmo, em Caxias e seu estado de saúde é considerado grave. "É muita tristeza ver um filho assim. Eu quero justiça", disse o pai do rapaz.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade