Publicidade

Estado de Minas

MP-RJ lança campanha para estimular denúncia de abuso sexual de crianças e adolescentes


postado em 20/05/2011 20:08

Para que as denúncias de violência sexual contra crianças e adolescentes resultem, cada vez mais, em processos na Justiça, o Ministério Público do Rio de Janeiro lançou nesta sexta uma campanha de mobilização, "Quem cala consente", que tem ainda o objetivo de fazer com que os abusadores sejam efetivamente punidos. De acordo com o procurador-geral de Justiça do estado do Rio de Janeiro, Cláudio Soares Lopes, o índice de denúncias que resultam em processos ainda é muito baixo.

Segundo ele, é importante conscientizar a população para a necessidade da denúncia, que é a primeira etapa de um longo processo de identificação e condenação dos criminosos. %u201CInfelizmente, o índice é muito baixo. Nem sempre é uma infração de fácil caracterização ou que deixa algum tipo de vestígio. Às vezes, sequer existe uma testemunha do ato em si ou a criança [vítima de abuso], dependendo da idade, tem dificuldade de relatar [o abuso]. O número de registros já é considerável, mas é preciso mobilizar a sociedade para denunciar%u201D, disse o procurador-geral. Segundo dados da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, mais de 4 mil denúncias foram feitas no primeiro trimestre de 2011, por meio do Disque 100, que é o número de telefone pelo qual o governo receber denúncias de abusos de crianças e adolescentes. No estado do Rio, por exemplo, mais da metade (53%) das vítimas de estupro são meninas com menos de 14 anos de idade, de acordo com um levantamento do Instituto de Segurança Pública do Rio de Janeiro.


Publicidade