Publicidade

Estado de Minas

MP-RJ lança campanha para estimular denúncia de abuso sexual de crianças e adolescentes


postado em 20/05/2011 20:08

Para que as denúncias de violência sexual contra crianças e adolescentes resultem, cada vez mais, em processos na Justiça, o Ministério Público do Rio de Janeiro lançou nesta sexta uma campanha de mobilização, "Quem cala consente", que tem ainda o objetivo de fazer com que os abusadores sejam efetivamente punidos. De acordo com o procurador-geral de Justiça do estado do Rio de Janeiro, Cláudio Soares Lopes, o índice de denúncias que resultam em processos ainda é muito baixo.

Segundo ele, é importante conscientizar a população para a necessidade da denúncia, que é a primeira etapa de um longo processo de identificação e condenação dos criminosos. %u201CInfelizmente, o índice é muito baixo. Nem sempre é uma infração de fácil caracterização ou que deixa algum tipo de vestígio. Às vezes, sequer existe uma testemunha do ato em si ou a criança [vítima de abuso], dependendo da idade, tem dificuldade de relatar [o abuso]. O número de registros já é considerável, mas é preciso mobilizar a sociedade para denunciar%u201D, disse o procurador-geral. Segundo dados da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, mais de 4 mil denúncias foram feitas no primeiro trimestre de 2011, por meio do Disque 100, que é o número de telefone pelo qual o governo receber denúncias de abusos de crianças e adolescentes. No estado do Rio, por exemplo, mais da metade (53%) das vítimas de estupro são meninas com menos de 14 anos de idade, de acordo com um levantamento do Instituto de Segurança Pública do Rio de Janeiro.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade