Publicidade

Estado de Minas

Em discurso ao Congresso, Biden comemora vacinação nos EUA e promete planos de assistência trilionários

Presidente Joe Biden seguiu tradição de falar a parlamentares no início do ano. Em sua mensagem ao Congresso, democrata anunciou 'o maior plano de empregos desde a Segunda Guerra Mundial' e projeto de transferência de renda para crianças pobres.


29/04/2021 04:12 - atualizado 29/04/2021 04:32

Pela primeira vez, duas mulheres apareceram atrás do presidente no discurso ao Congresso  a vice-presidente Kamala Harris (à esq.) e a presidente da Câmara, Nancy Pelosi, com Joe Biden à frente(foto: Chip Somodevillaat/REUTERS)
Pela primeira vez, duas mulheres apareceram atrás do presidente no discurso ao Congresso a vice-presidente Kamala Harris (à esq.) e a presidente da Câmara, Nancy Pelosi, com Joe Biden à frente (foto: Chip Somodevillaat/REUTERS)

No tradicional discurso ao Congresso feito pelos presidentes americanos a cada início de ano, o democrata Joe Biden prometeu na noite desta quarta-feira (28/4) a mais ampla reforma nos programas de assistência social do governo dos Estados Unidos desde os anos 1960.

Falando às vésperas do seu centésimo dia de mandato, Biden prometeu um conjunto de medidas no valor total de US$ 4 trilhões, incluindo a expansão do ensino gratuito, da educação infantil à superior, e também a assistência financeira a crianças pobres.

"Ninguém deveria ter que escolher entre um trabalho e um salário ou tomar conta de si ou de pessoas amadas um parente, um cônjuge, uma criança", afirmou.

O presidente discursou por pouco mais de uma hora, começando a falar às 21h em horário local (22h em Brasília) no Capitólio, sede do legislativo em Washington DC. O lugar foi alvo de uma invasão no início do ano que deixou mortos e feridos.

Biden, inclusive, se referiu à invasão do Capitólio em janeiro como "o pior ataque à nossa democracia desde a guerra civil".

"Será que nossa democracia consegue responder às necessidades mais urgentes do nosso povo? Será que nossa democracia pode superar as mentiras, o ódio e o medo que nos dividiram? Os adversários da América, os autocratas do mundo, estão apostando que não", disse.

"Eles acreditam que nós estamos muito cheios de ódio, rupturas e raiva. Eles olham para as imagens do grupo que invadiu este Capitólio como uma prova de que o sol está se pondo na democracia americana."

"Eles estão errados. E temos que provar que eles estão errados. Temos que provar que a democracia ainda funciona."

Para o evento desta quarta-feira, a segurança do Capitólio foi reforçada com cercas e centenas de agentes da Guarda Nacional.

Após invasão de janeiro, Capitólio teve segurança reforçada para discurso de Biden nesta quarta-feira (28/4)(foto: Getty Images)
Após invasão de janeiro, Capitólio teve segurança reforçada para discurso de Biden nesta quarta-feira (28/4) (foto: Getty Images)

Planos para empregos e famílias

Com bons índices de aprovação no início do mandato, o democrata quis angariar com sua fala apoio do público, e também dos parlamentares, para projetos como o American Jobs Plan e o American Families Plan.

A Casa Branca diz que ambas as propostas, se aprovadas pelo Congresso, seriam "totalmente financiadas" por aumentos de impostos sobre as pessoas e corporações mais ricas do país.

"É hora das corporações da América e do 1% dos americanos mais ricos pagarem uma quantia justa", defendeu Biden aos congressistas. "Vejam, eu não estou aqui para punir ninguém. Mas eu não vou aumentar o peso dos impostos para a classe média deste país. Eles já estão pagando o bastante. O que estou propondo é justo."

O American Families Plan, com verba estimada em US$ 1,8 trilhão, pretende dar às crianças de 3 a 4 anos acesso gratuito à pré-escola, licença familiar (como maternidade e paternidade) paga, além da ampliação de faculdades comunitárias gratuitas.

Também seria estendido até 2025 um programa de transferência de renda para crianças, criado na pandemia, com pagamentos mensais de US$ 300 para cada uma delas vivendo em famílias pobres. A ideia dos democratas é tornar este um programa governamental permanente.

A Casa Branca indicou que o pacote seria viabilizado pelo aumento em quase duas vezes da alíquota de imposto de renda sobre ganhos de capital acima de US$ 1 milhão, chegando a 39,6%; e também pela elevação da alíquota para famílias com renda superior a US$ 400.000.

Os rumores do plano de Biden de aumentar impostos sobre ganhos de capital provocaram quedas no mercado de ações na semana passada.

Já o American Jobs Plan tem US$ 2,3 trilhões previstos para um pacote de infraestrutura e com esperada geração de empregos , incluindo obras de transporte público, ferrovias, aeroportos, saneamento, internet banda larga de alta velocidade, estradas e pontes, hospitais e creches.

Biden afirmou no discurso que o projeto é "um investimento da América nela mesma" e "o maior plano de empregos desde a Segunda Guerra Mundial".

O projeto também visa direcionar os Estados Unidos para a produção de energia limpa e de carros elétricos, que hoje representam apenas 2% da frota americana.

O financiamento viria do aumento da alíquota do imposto corporativo, de 21% para 28%, e de outros impostos sobre empresas multinacionais, segundo a Casa Branca.

Levantando uma antiga bandeira dos progressistas que inclusive desconfiam do empenho de Biden para a pauta, já que ele é considerado moderado , o presidente defendeu ainda o estabelecimento de um salário mínimo nacional de US$ 15 por hora. Hoje, ele é de US$ 7,25 a hora, valor que não foi alterado na última década.

Pandemia

Vacinação contra covid-19 na Flórida; promessa de Biden de imunizar americanos com 100 milhões de doses foi cumprida(foto: Getty Images)
Vacinação contra covid-19 na Flórida; promessa de Biden de imunizar americanos com 100 milhões de doses foi cumprida (foto: Getty Images)

Biden comemorou a superação de sua promessa de aplicar nos americanos 100 milhões de doses de vacina contra a covid-19 nos seus primeiros 100 dias mandato hoje, o número já passou de 220 milhões de doses. Cerca de 96 milhões de cidadãos já completaram a vacinação, recebendo todas as doses necessárias.

Mas os Estados Unidos seguem tendo também os recordes mais trágicos da pandemia, liderando em mortes (mais de 575 mil) e casos da doença no mundo (mais de 32 milhões).

O presidente exaltou ainda seu programa de resgate econômico na pandemia, o American Rescue Plan sua primeira grande vitória no Congresso, que possibilitou um pacote de medidas no valor de US$ 1,9 trilhão. Biden afirmou que o plano gerou empregos e recuperação econômica logo no início do seu mandato.

"Precisamos fazer mais do que apenas reconstruir. Precisamos reconstruir melhor", afirmou, repetindo um slogan de sua campanha eleitoral em 2020, na qual derrotou o ex-presidente republicano Donald Trump.

A cerimônia

Além de medidas econômicas e de contenção à pandemia, Biden sugeriu ainda uma reforma no tema da imigração, pediu maior controle de armas e o fim da presença americana no Afeganistão.

Pela primeira vez na história da tradição presidencial, duas mulheres apareceram posicionadas atrás do titular da Casa Branca a vice-presidente Kamala Harris e a presidente da Câmara dos Representantes, Nancy Pelosi.

Também é uma tradição que a fala do presidente seja seguida pelo discurso de um político do partido adversário. Nesse ano, quem foi escalado para esse papel foi o senador republicano Tim Scott, um candidato em potencial para a Casa Branca em 2024 e negro, o que o torna uma das principais referências no seu partido para questões raciais.

Porém, diferente dos últimos anos, quando cerca de 1.600 pessoas acompanhavam a sessão no Congresso, neste segundo ano de pandemia de coronavírus, houve cerca de 200 convidados ao discurso, como medida de prevenção ao contágio.

Na cerimônia, todos os presentes estavam de máscara, com exceção de Biden ao discursar.


Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade