UAI
Publicidade

Estado de Minas QUITO

Presidente do Equador apresentará lei para derrubar aeronaves 'irregulares'


27/10/2021 19:32

O presidente do Equador, o conservador Guillermo Lasso, disse nesta quarta-feira (27) que apresentará uma lei para derrubar aeronaves "irregulares", enquanto o país enfrenta o aumento da criminalidade vinculada ao narcotráfico.

"Em breve vamos apresentar na Assembleia Nacional uma lei que autorize a derrubada de aeronaves irregulares que não acatarem as ordens da Força Aérea Equatoriana", afirmou Lasso durante uma cerimônia militar.

O anúncio foi feito em meio a um estado de exceção decretado em 18 de outubro para combater a criminalidade ligada ao narcotráfico. O país registra um aumento dos homicídios e dos massacres carcerários, que já deixaram mais de 2.000 mortos este ano.

"Com este governo acabou a história de entregar o território equatoriano aos narcotraficantes. Eles se aproveitaram da falta de radares", acrescentou o presidente.

Lasso informou que começou a funcionar nesta quarta-feira um novo radar para a proteção de aeronaves na cidade costeira de Montecristi (sudoeste) e que nas próximas semanas outro vai operar em Santa Elena (também no sudoeste).

"Assim, teremos cem por cento do território equatoriano sob controle com radares e aeronaves modernas para a interceptação de voos irregulares", disse Lasso.

Situado entre o Peru e a Colômbia, os principais produtores mundiais de cocaína, o Equador é atraente para os traficantes por causa de suas fronteiras permeáveis, uma economia dolarizada e importantes portos marítimos para a exportação.

As apreensões de drogas no país superaram o recorde anual de 147 toneladas entre janeiro e outubro de 2021, enquanto a taxa de homicídios passou de 7,8% por 100.000 habitantes em 2020 para 10,6% entre janeiro e outubro de 2021.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade