UAI
Publicidade

Estado de Minas HAIA

Ministra da Defesa holandesa renuncia por caótica evacuação do Afeganistão


17/09/2021 11:59

A ministra da Defesa holandesa, Ank Bijleveld, anunciou sua demissão nesta sexta-feira (17) após a caótica gestão da evacuação do Afeganistão, seguindo os passos da chefe da diplomacia de seu país, Sigrid Kaag.

"Informei ao meu partido e ao primeiro-ministro que pedirei ao rei que aceite minha demissão", disse Ank Bijleveld, um dia após uma moção dos deputados que criticava o governo por não ter retirado alguns afegãos e por não ter visto os indícios que apontavam para uma rápida conquista do país pelo Talibã.

Ela também afirmou à imprensa que não queria "prejudicar o importante trabalho" de seus colegas, que continuam tentando retirar pessoas do Afeganistão.

A ministra das Relações Exteriores, Sigrid Kaag, renunciou na quinta-feira, depois de também ter sido criticada pelo Parlamento.

Kaag defendeu sua gestão da crise, mas admitiu que o Executivo tinha "pontos cegos" sobre a situação no Afeganistão que a Holanda compartilha com outros países.

As duas ministras holandesas estão entre os primeiros funcionários ocidentais a renunciarem e assumirem a responsabilidade do caos provocado entre a tomada de Cabul pelo Talibã em 15 de agosto e a retirada das forças americanas no final de agosto.

No entanto, espera-se que o impacto de suas renúncias no sistema político holandês seja limitado, já que o país continua esperando um novo governo seis meses depois das eleições parlamentares de 17 de março.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade