Publicidade

Estado de Minas NAIRÓBI

ONU denuncia bloqueio de ajuda humanitária no Tigré


28/07/2021 19:16

O Escritório da ONU para a Coordenação de Assuntos Humanitários (OCHA) pediu na terça-feira que estradas cruciais para o fornecimento de ajuda ao Tigré sejam abertas, alertando que o fornecimento de alimentos pode em breve se tornar escasso nesta região da Etiópia devastada pela guerra.

Um comboio do Programa Mundial de Alimentos (PMA) foi atacado no dia 18 de julho na única rodovia que permite o fornecimento de ajuda humanitária no Tigré, passando por Semera - a capital da região vizinha de Afar -, informou a Organização das Nações Unidas.

Cerca de 150 caminhões de alimentos e outros suprimentos estão bloqueados em Semera "enquanto aguardam autorizações de segurança", e outros 44 partiram para Tigré na terça-feira, disse o OCHA em um comunicado.

Essa estrada se tornou vital para a entrega de ajuda humanitária ao Tigré, depois que pontes de outras rodovias foram destruídas em junho.

O último comboio chegou à capital regional, Mekele, em 12 de julho e o alimento que transportou deve durar apenas até sexta-feira, destacou o escritório da ONU, acrescentando que em breve começarão a faltar suprimentos para as cerca de 4.000 crianças que sofrem de desnutrição.

Após meses de tensões crescentes, o primeiro-ministro etíope, Abiy Ahmed, ganhador do Prêmio Nobel da Paz em 2019, enviou o exército federal a Tigré (norte) em novembro de 2020, para destituir as autoridades regionais, membros da Frente de Libertação Popular do Tigré (TPLF).

Ele declarou vitória no final de novembro, após tomar Mekele, mas os combates continuaram desde então. No final de junho, rebeldes pró-TPLF conquistaram a maior parte da região, incluindo a capital.

O conflito agravou a crise humanitária e mergulhou 400 mil habitantes do Tigré na fome, segundo a ONU.

"A falta de material, combustível e equipamento de comunicação deve interromper as operações humanitárias em duas semanas", disse o OCHA.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade