Publicidade

Estado de Minas BERLIM

Conservadores alemães recuperam força na corrida pela sucessão de Merkel


07/06/2021 09:29

Revitalizados por sua grande vitória no domingo (6) em um teste eleitoral regional, os conservadores alemães marcaram pontos na batalha pela sucessão de Angela Merkel, em setembro, contra os Verdes.

Precisando de um bom desempenho para estabelecer sua legitimidade, o novo líder da União Democrática Cristã (CDU), Armin Laschet, reforçou sua ambição de substituir a chanceler, que encerrará 16 anos no cargo após as eleições legislativas de 26 de setembro.

Na pequena região da Saxônia-Anhalt, seu partido obteve 37,1% dos votos, segundo a última contagem ainda provisória, melhorando em sete pontos o resultado de cinco anos atrás e distanciando-se claramente da extrema direita Alternativa para a Alemanha (AfD), seu principal adversário na região da ex-Alemanha Oriental comunista.

O partido anti-imigração, que algumas pesquisas levaram a crer na vitória, recupera mais de três pontos para 20,8% dos votos, mas continua confortavelmente como a segunda força da região, uma das mais pobres do país.

Se a direita "estiver unida, é praticamente impossível vencer e poderá propor o próximo chanceler", disse o chefe conservador da Saxônia-Anhalt, Reiner Haseloff, que descartou qualquer aliança com a AfD.

- 'Um presente' para Laschet -

O resultado é uma excelente surpresa para Armin Laschet três meses e meio antes das eleições regionais.

"Para Laschet, é um presente", resume o diário Der Spiegel. Embora "ainda não tenha feito questão de chegar à chancelaria (...), ele se aproximou claramente", afirma o jornal Süddeutsche Zeitung em editorial.

O impopular dirigente da CDU, criticado até entre os seus companheiros de partido, precisava de um êxito eleitoral para consolidar a posição dos conservadores, que, após terem ficado atrás dos Verdes na intenção de votos a nível nacional, voltam a liderar nas pesquisas.

O maior partido alemão vive uma crise de confiança por conta da gestão governamental durante a terceira onda da epidemia de coronavírus, fracassada para alguns, assim como os escândalos de corrupção de seus deputados em contratos de compra de máscaras.

A CDU, que já sofreu dois reveses graves nas eleições regionais, também sofreu uma feroz luta interna: a candidatura de Laschet foi questionada pelo chefe de seus aliados bávaros da CSU, Markus Soder, considerado mais apto para liderar os conservadores.

Laschet acabou prevalecendo, mas ainda é pouco querido no país.

- 'Esperávamos mais', dizem os Verdes -

Embora a situação na Saxônia-Anhalt não possa ser ampliada para o nível nacional, Reiner Haseloff compartilha muitos pontos em comum com Laschet, indica a revista Die Zeit em seu site.

"Ele é um homem de centro, um homem de compromissos. Certamente não é alguém dotado de muito carisma, mas que se mantém calmo nos momentos difíceis", diz o semanário.

A vitória da direita coincide com um tropeço dos Verdes, que dispararam suas expectativas com a indicação da enérgica Annalena Baerbock, 40, como candidata a chanceler.

Mas uma questão de bônus não declarados, a defesa das vendas de armas à Ucrânia e uma petição para encarecer a gasolina diminuiu o entusiasmo dos alemães.

O partido, tradicionalmente fraco nas áreas da ex-RDA comunista, conquistou 5,9% dos votos nesta região, uma melhora embora menos do que o esperado pelas pesquisas.

Poderia até deixar o governo regional, já que Haseloff tem outras opções, como os sociais-democratas ou os liberais do FDP, que voltam ao parlamento e até avançam os ambientalistas com mais de 6% dos votos.

"Esperávamos mais destas eleições regionais", reconheceu a líder dos Verdes Annalena Baerbock, que considera ter pago pela polarização do voto entre conservadores e extrema direita.

A mesma análise foi feita pelos sociais-democratas do SPD, que obtiveram 8,4% dos votos.

O resultado deve servir de alerta aos ambientalistas, estima o Süddeutsche Zeitung, "uma mensagem (...) que anuncia que as próximas semanas serão difíceis".


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade