Publicidade

Estado de Minas PARIS

Aumenta número de mulheres à frente de empresas no mundo todo


27/05/2021 06:54

Embora continuem sendo minoria, há cada vez mais mulheres no comando de empresas em todo mundo - é o que mostra um estudo publicado nesta quinta-feira (27) pela organização de jovens lideranças YPO, o jornal Financial Times e a ONU Mulheres.

Das mais de 2.000 respostas de 106 países obtidas dos cerca de 30.000 membros da YPO em março, a maioria (57%) considerou que "sua organização é mais diversificada em termos de gênero do que há cinco anos".

A América Latina é uma das regiões do mundo onde as empresas fizeram mais progressos em matéria de gênero, junto com Oriente Médio, Norte da África e Sul da Ásia, aponta o estudo.

"Vejo uma forte tomada de consciência de todos de que é preciso mudar as coisas", disse à AFP o diretor-geral da YPO, Xavier Mufraggi.

Há também, segundo ele, "uma tomada de consciência do estilo de gestão que as mulheres trazem com uma abordagem mais holística da liderança, que está mais em sintonia com as novas gerações".

Os avanços demoram, porém, para se concretizarem.

Segundo outro estudo recente da Heidrick & Struggles citado pela YPO, "apenas 5% dos CEOs de todo mundo atualmente são mulheres".

Nos Estados Unidos, apenas 6% das 500 empresas do índice Standard and Poor's são dirigidas por mulheres.

De acordo com o estudo, quase uma em cada duas mulheres diretoras de empresas afirma que tiveram de superar preconceitos. Além disso, as mulheres levam em média dois anos a mais do que os homens para chegar ao topo da pirâmide empresarial.

Mufraggi ressalta que a prática generalizada de mentoria na Europa, há muito comum nos Estados Unidos, está facilitando a ascensão das mulheres nas empresas.

Do mesmo modo, a flexibilidade dos modelos de trabalho, com a ampla adoção do teletrabalho, também contribui para promover uma maior igualdade de gênero após a crise sanitária global, frisou.

Para continuar nesse caminho, o estudo recomenda criar treinamentos contra o preconceito, contratar mais mulheres e promover a igualdade salarial.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade