Publicidade

Estado de Minas SANTIAGO

Desemprego no Chile sobe para 10,4% no trimestre janeiro-março


30/04/2021 13:57

O desemprego no Chile alcançou 10,4% no trimestre janeiro-março, em um mercado de trabalho que voltou a sofrer o impacto das quarentenas impostas para frear os casos de coronavírus, informou nesta sexta-feira (30) o Instituto Nacional de Estatísticas.

O número representou um aumento de 2,2 pontos percentuais (pp) em 12 meses. As maiores quedas de emprego foram no comércio (-9,5%), alojamento e serviço de comidas (-26,5%), e lugares empregadores (-28,8%), os setores tradicionalmente mais afetados pelas restrições sanitárias.

Durante março, após um brusco aumento dos casos de coronavírus com o retorno das atividades depois das férias do verão, as autoridades chilenas voltaram a decretar a quarentena em grande parte do país.

Na quinta-feira, 10 bairros de Santiago começaram um novo processo de desconfinamento, mas se manterão em quarentena durante os finais de semana.

Na Região Metropolitana, onde vivem 7,1 milhões dos quase 19 milhões de habitantes do Chile, a taxa de desocupação alcançou 12,1%, com um aumento de 3,4 pp em 12 meses.

O Chile soma, até o momento, 1.198.2452 contágios e 26.353 mortes por causa do coronavírus, enquanto avança o processo de imunização, com o qual já vacinou com ao menos uma dose mais de 8 milhões de pessoas.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade