Publicidade

Estado de Minas MOSCOU

Expectativa de vida registra queda de quase dois anos na Rússia por pandemia


27/04/2021 11:32

A expectativa de vida dos russos caiu quase dois anos em 2020 devido à pandemia de covid-19, de acordo com as estatísticas do ministério da Saúde.

Desde 2003, este indicador aumentou progressivamente até alcançar 73,3 anos em 2019, antes da queda brusca a 71,5 anos entre janeiro e dezembro de 2020.

O ministério explica que a diminuição é explicada por um excesso de mortes provocadas pela covid-19, que representa um dos maiores desafios do sistema de saúde russo.

Em meados de abril, o ministro da Saúde, Mikhai Murashko, admitiu que a pandemia teve "consequências demográficas negativas" e provocou uma redução da expectativa de vida.

Na semana passada, o presidente Vladimir Putin fixou a meta de alcançar uma expectativa de vida de 78 anos até 2030, ao mesmo tempo que descreveu a situação demográfica do país como "alarmante".

O ministério da Saúde também confirmou que em 2020 o país registrou um aumento da mortalidade de 17,9% na comparação com o ano anterior.

O governo russo é acusado de minimizar as consequências da epidemia, contabilizando apenas as mortes que têm como causa principal, confirmada por autopsia, o coronavírus.

Em fevereiro, a agência estatística russa, Rosstat, informou que o país teve mais de 224.000 mortes relacionadas com o vírus, enquanto o governo registra oficialmente apenas 108.588 óbitos por covid-19.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade