Publicidade

Estado de Minas INTERNACIONAL

Reino Unido tem vacinação recorde, e Chile tem maior número diário de casos


21/03/2021 20:14

O Reino Unido teve recorde de pessoas vacinadas em um dia, quando 873.784 receberam doses de imunizantes contra a covid-19 no sábado, 20. O primeiro ministro Boris Johnson agradeceu ao envolvidos. Mais de metade dos adultos do país já receberam a primeira dose da imunização.

Outro que usou a rede social para celebrar os números da vacinação em seu país foi o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden. Em uma postagem escrita "progresso", o líder apresentou um gráfico com uma média de doses aplicadas em cada dia durante as últimas semanas. Entre 12 e 18 de março, 2,5 milhões de imunizantes foram aplicados a cada dia no país, o maior valor da série.

No entanto, algumas medidas de restrição seguem sendo aplicadas no país, e o prefeito de Miami Beach, Dan Gelber, declarou estado de emergência e toque de recolher na região, após uma série de festas de celebração da primavera. Em entrevista à CNN, o prefeito afirmou que foi "como um show de rock, pessoas de parede a parede em blocos e blocos".

O Chile também convive com o avanço da vacinação em meio ao aumento de casos, com o país registrando em seu último boletim o maior número de infecções desde o começo da pandemia. Foram 6.836 novos casos registrados, com 99 mortes. No total, o país soma 931.939 infecções, com 22.279 óbitos por conta da doença, enquanto renovou medidas de restrição de viagens. Por outro lado, o ministro da Saúde chileno, Enrique Paris, comemorou a chegada de mais vacinas da chinesa Sinovac ao Chile, em um total 12 milhões de doses.

Na Bélgica, a reunião do Conselho Europeu a partir de quinta-feira, que tradicionalmente reúne líderes em Bruxelas, será realizada virtualmente. O ministro da Saúde do país, Frank Vandenbroucke, falou hoje sobre a necessidade de medidas adicionais, apesar de o país ter passado por um segundo bloqueio nacional difícil desde novembro.

"Estabelecemos a ambição muito importante ao abrir completamente as escolas após a Páscoa e fornecer serviços de bufê a partir de 1º de maio", afirmou Vandenbroucke. "Com esse aumento da contaminação, existe risco de não se atingir esses objetivos. Não é impossível. Para garantir nossos objetivos, medidas adicionais são necessárias", de acordo com o Guardian.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade