Publicidade

Estado de Minas NOVA YORK

Petróleo atinge recordes em mais de um ano


12/02/2021 18:48

Os preços do petróleo se recuperaram depois de passar boa parte do dia no negativo nesta sexta-feira (12), atingindo novos máximos em mais de um ano, apesar das perspectivas cautelosas divulgadas na véspera pela Agência Internacional de Energia (AIE) e pela OPEP.

O barril de Brent do Mar do Norte para entrega em abril subiu 2,10%, para US$ 62,43, em Londres desde o fechamento de quinta-feira, após atingir US$ 62,85.

O barril americano de WTI para março subiu 2,11%, para US$ 59,47.

Os preços das duas principais referências do petróleo europeu e americano, que passaram grande parte do dia no vermelho em Londres, se recuperaram durante a sessão até voltar aos níveis que não eram atingidos, respectivamente, desde 24 e 10 de janeiro do ano passado.

Bill O'Grady, da Confluence Investment, analisou: "Normalmente, nesta época do ano, vemos um aumento de 10-15% nas reservas de petróleo, que é a norma. Mas este ano, vimos apenas uma série de reduções de estoque, e isso é realmente incomum".

Como ele disse, há "uma demanda crescente diante de uma oferta bastante estável, o que está elevando os preços".

De acordo com Lukman Otunuga, analista da FXTM, "os operadores estão olhando mais além" do contexto de prolongamento dos bloqueios por causa da pandemia da covid-19.

No entanto, dois relatórios divulgados na quinta-feira pela IEA e pela OPEP apresentaram perspectivas mistas sobre a demanda pelo ouro negro.

"A OPEP alertou que a demanda diminuirá devido ao fechamento de fábricas que reduzirão a atividade econômica. Além disso, a AIE observou que o mercado de petróleo ainda estava com excesso de oferta", ressaltou David Madden, analista do CMC Markets.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade