Publicidade

Estado de Minas

Suécia redobra medidas diante de recorde de casos de covid-19


29/10/2020 16:01

As autoridades de saúde da Suécia estenderam para Estocolmo e outras duas regiões a recomendação para que a população limite seus contatos e evite os espaços fechados, depois de registrar nesta quinta-feira (29) 3.254 casos, um recorde.

Este é o segundo dia consecutivo com maior número de infectados, em um país que supera os 121.000 casos e lamenta quase 6.000 mortos em uma população de 10,3 milhões de habitantes.

Apesar de a propagação do coronavírus ter sido "provavelmente 10 ou 15 vezes maior" na primavera (boreal) do que agora e que havia menos testes nessa época, "nas últimas duas ou três semanas os casos dispararam", explicou à AFP Anders Tegnell, epidemiologista chefe da Agência de Saúde Pública.

A partir desta quinta-feira, se aconselha aos moradores da capital sueca, assim como aos das províncias de Västra Götaland (sudoeste) e Ostrogotia (sudeste), que evitem espaços fechados como bibliotecas e centros comerciais e que limitem as interações sociais e os eventos públicos.

Esses territórios seguem o exemplo de Escânia, a região mais ao sul da Suécia, e da cidade de Upsala, a 70 km de Estocolmo, onde essas recomendações, assim como a de evitar o transporte público, foram colocadas em prática há alguns dias.

Para Anders Tegnell, apesar de os países nórdicos "lidarem melhor" com o coronavírus do que outras regiões da Europa, a progressão é muito rápida na Suécia e "está perto do limite que o nosso sistema de saúde e que a sociedade podem aguentar", acrescentou.

Na semana passada, o número de novos casos aumentou 70% em relação à semana anterior, "um dos maiores aumentos que já constatamos", explicou à imprensa na terça-feira.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade