Publicidade

Estado de Minas

Trump quer indicar novo juiz da Suprema Corte 'sem demora'

Defensora das causas das mulheres, magistrada Ruth Bader Ginsburg morreu ontem aos 87 anos


19/09/2020 12:43 - atualizado 19/09/2020 13:38

Os democratas querem evitar a todo custo que Trump indique um novo juiz para a Suprema Corte. Seria o terceiro em seu mandato(foto: ALEX WONG / GETTY IMAGES NORTH AMERICA / Getty Images via AFP)
Os democratas querem evitar a todo custo que Trump indique um novo juiz para a Suprema Corte. Seria o terceiro em seu mandato (foto: ALEX WONG / GETTY IMAGES NORTH AMERICA / Getty Images via AFP)


O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou, neste sábado (19), que tem a "obrigação" de apontar "sem demora" um novo juiz para a Suprema Corte, após o falecimento da magistrada Ruth Bader Ginsburg.


Nomear os magistrados da mais alta instância da Justiça americana é "a decisão mais importante", pela qual se elege um presidente, tuitou Trump.


A oposição democrata pede que isso seja feito apenas depois da eleição presidencial de 3 de novembro.


A Constituição dos Estados Unidos concede ao presidente o poder de nomear os magistrados da Suprema Corte, órgão que conta com nove membros de cargos vitalícios. O Senado precisa aprovar a indicação do presidente.


O Partido Republicano do presidente Trump detém uma maioria de 53 das 100 cadeiras do Senado. Seu líder, o também republicano Mitch McConnell, já anunciou que organizaria uma sessão plenária para votação, se o presidente fizesse uma indicação para preencher a vaga deixada por Ginsburg.

Homenagens deixadas no memorial à juíza da Suprema Corte dos Estados Unidos, Ruth Bader Ginsburg, que morreu ontem(foto: Samuel Corum / GETTY IMAGES NORTH AMERICA / Getty Images via AFP )
Homenagens deixadas no memorial à juíza da Suprema Corte dos Estados Unidos, Ruth Bader Ginsburg, que morreu ontem (foto: Samuel Corum / GETTY IMAGES NORTH AMERICA / Getty Images via AFP )


Em 2016, McConnell se recusou a realizar uma audiência com um candidato indicado pelo então presidente Barack Obama, alegando que tal decisão não deveria ser tomada durante a campanha eleitoral.


Alguns legisladores republicanos moderados podem se sentir desconfortáveis com essa mudança de opinião. Um duro embate político para convencê-los se anuncia pela frente.


Os democratas querem evitar a todo custo que Trump indique um novo juiz para a Suprema Corte. Seria o terceiro em seu mandato, contribuindo para tornar o perfil da instituição ainda mais conservador.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade