Publicidade

Estado de Minas

Legisladoras dos EUA propõe convenção para decidir estatuto de Porto Rico


25/08/2020 22:13

Duas legisladoras americanas de origem porto-riquenha, Alexandria Ocasio-Cortez e Nydia Velázquez, propuseram nesta terça-feira (25) que a ilha defina seu estatuto em uma convenção, ao invés do referendo que as autoridades querem celebrar em novembro.

As legisladoras democratas impulsionam uma lei para decidir o futuro deste território americano e defenderam sua ideia em uma coluna publicada na NBCNews.

"A legislação impulsionaria os legisladores de Porto Rico a criar uma convenção para o estatuto, cujos delegados seriam escolhidos pelos eleitores de Porto Rico", disseram as congressistas.

O objetivo desta entidade seria determinar a solução a longo prazo da ilha para decidir se ela se integrará aos Estados Unidos como um estado, se será independente ou se prefere a livre associação.

O estatuto da ilha, que passou ao controle dos Estados Unidos em 1898 após a guerra com a coroa espanhola, é objeto de intenso debate e cálculos eleitorais.

Embora seus residentes sejam cidadãos americanos, não votam na ilha nas eleições presidenciais, nem têm representantes no Congresso, mas enviam delegados sem direito a voto a Washington.

Devido a este estatuto, o referendo anunciado pela governadora porto-riquenha, Wanda Vázquez, é não vinculante e qualquer decisão fica subordinada ao Congresso dos Estados Unidos.

"Durante mais de 100 anos, o território americano de Porto Rico tem sido submetido a políticas impostas por um Congresso ao qual frequentemente não lhe interessa o bem-estar de quem vive ali", afirmaram as legisladoras.

Para elas, estes problemas resultam do estatuto "colonial" da ilha que, afirmam, leva a que seus residentes sejam tratados como "cidadãos de segunda classe".


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade