Publicidade

Estado de Minas

Alemanha confirma recessão no primeiro trimestre


postado em 25/05/2020 07:19

O Produto Interno Bruto (PIB) da Alemanha caiu 2,2% no primeiro trimestre de 2020, devido ao coronavírus, e levou sua economia à recessão, conforme dados divulgados nesta segunda-feira (25) pelo instituto Destatis.

Trata-se do "pior resultado" da economia alemã desde a crise econômica de 2008-2009, e o "segundo pior", desde a reunificação em 1990, relata o Destatis.

A recessão técnica é definida como a queda do PIB por dois trimestres consecutivos. No quarto trimestre de 2019, o PIB da Alemanha já havia diminuído 0,1%.

As medidas de confinamento para conter a pandemia começaram em meados de março e tiveram um forte impacto na economia.

A queda do PIB no primeiro trimestre de 2020 é explicada pela queda no consumo das famílias, 3,2% em relação ao trimestre anterior, enquanto as despesas de consumo do Estado permaneceram estáveis em + 0,2%.

No que diz respeito aos investimentos, as despesas com bens de capital caíram 6,9% em um mês, em um contexto de crise industrial na Alemanha. Essa atividade foi significativamente desacelerada no país por causa da pandemia.

As exportações caíram 3,1% no trimestre, enquanto as importações registraram queda de 1,6%.

Apenas o setor de construção registrou um forte aumento nos investimentos, + 4,1% em um mês, o que impediu que a queda no PIB fosse maior.

Compartilhe no Facebook
*Apenas para assinantes do Estado de Minas

Publicidade