Publicidade

Estado de Minas

Caso de coronavírus em navio de cruzeiro na Itália é descartado


postado em 30/01/2020 17:49

Exames de laboratórios levaram ao descarte de um suposto caso de coronavírus em um casal chinês que se encontrava a bordo de um navio de cruzeiro no porto de Civitavecchia, informaram fontes oficiais nesta quinta-feira (30).

Os exames realizados pelos especialistas do hospital romano Spellanzani "indicaram resultado negativo", informou uma fonte do ministério de Saúde, assim os 6.000 turistas a bordo que podem desembarcar, disseram fontes da imprensa local.

Cerca de 7.000 pessoas, incluindo 6.000 turistas, permaneceram confinadas nesta quinta-feira no cruzeiro Costa Smeralda até que os resultados das análises fossem conhecidos.

A medida foi exigida pelo prefeito da cidade de Civitavecchia, Ernesto Tedesco, que a considerou obrigatória por medo do vírus se espalhar.

"O navio está livre de restrições sanitárias", afirmou o Ministério da Saúde em comunicado, que informou imediatamente as autoridades portuárias.

A paciente chinesa, 54 anos, com febre alta e problemas respiratórios, juntamente com o parceiro, que não apresentava sintomas, permaneceu o dia de quinta-feira em uma sala isolada da enfermaria do navio.

A empresa de cruzeiros explicou que precisava ativar o protocolo para casos suspeitos relacionados a um hóspede de Macau.

A China tomou medidas extraordinárias para impedir a propagação do vírus, incluindo a quarentena efetiva de mais de 50 milhões de pessoas em Wuhan e na província vizinha de Hubei.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade