Publicidade

Estado de Minas

Lançamento de gás lacrimogêneo contra migrantes na ilha grega de Samos


postado em 19/12/2019 14:37

A polícia usou gás lacrimogêneo para dispersar os solicitantes de asilo que protestavam contra suas condições de acolhimento no campo superlotado da ilha grega de Samos, informou a agência de imprensa grega ANA.

O incidente ocorreu nesta quinta-feira, quando solicitantes de asilo, principalmente africanos, bloquearam uma estrada perto do campo e começaram a atirar pedras nas forças de ordem, informou a agência.

Samos é uma das cinco ilhas gregas do Mar Egeu frente à Turquia, que possui um centro de recepção e identificação de solicitantes de asilo e enfrenta um aumento nas chegadas desde o verão. As ONGs denunciam regularmente as condições de vida insalubres nos campos das ilhas gregas.

Segundo dados do governo, 7.500 pessoas estão atualmente amontoadas no campo de Samos, o qual foi concebido para receber menos de 650.

O governo conservador de Kyriakos Mitsotakis anunciou no final de novembro sua vontade de substituir o centro de recepção existente por um campo fechado maior, que pode receber pelo menos 5.000 pessoas, mas as autoridades locais se opõem firmemente.

Após a grande crise migratória de 2015, a Grécia se tornou em 2019 a principal porta de entrada da Europa para os solicitantes de asilo. Mais de 55.000 chegaram às ilhas gregas em 2019, de acordo com o escritório do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR).

O governo grego começou a transferir alguns deles para o continente com o objetivo de realocar 20.000 daqui até o início de 2020, mas esses campos também estão quase todos saturados.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade