Publicidade

Estado de Minas

Mais um simpatizante dos protestos no Iraque é assassinado, o quarto em duas semanas


postado em 15/12/2019 13:07

Um simpatizante dos protestos contra o governo no Iraque foi assassinado em Bagdá, a quarta morte deste tipo nas duas últimas semanas, informou neste domingo uma fonte policial à AFP.

Mohammed al Dujaili, 24 anos, que distribuía comida aos manifestantes na Praça Tahrir, foi baleado nas costas numa rua próxima ao principal local dos protestos no centro da capital iraquiana.

Além de Dujaili, uma segunda pessoa foi atingida pelos tiros e encontra-se internada num hospital de Bagdá.

Este foi o quarto assassinato nas duas últimas semanas de manifestantes ou simpatizantes dos protestos contra o governo iraquiano. Um desses crimes foi cometido contra Zahra Ali, de 19 anos, que apareceu morta com sinais de tortura em 2 de dezembro, também em Bagdá.

Desde o início de outubro, vários militantes foram encontrados mortos em diferentes cidades do Iraque.

Dezenas de manifestantes e militantes também foram sequestrados e detidos por homens armados e uniformizados, que o Estado afirma não ter identificado.

Em um país que vive uma revolta sem precedentes há dois meses e meio, marcada por 460 mortos e 25 mil feridos, a campanha de intimidação, com sequestros e assassinatos, não afetou a mobilização.

Novas manifestações ocorreram neste domingo em Bagdá e na maioria das cidades do sul do Iraque, onde muitas escolas ainda estão fechadas, de acordo com correspondentes da AFP.


Publicidade