Publicidade

Estado de Minas

Principais atentados ocorridos na Páscoa


postado em 21/04/2019 10:03

Antes do Sri Lanka, alvo de uma série de atentados neste domingo (21) que deixaram mais de 200 mortos e pelo menos 405 feridos, vários países já foram palco de ataques cometidos por ocasião da Páscoa. Veja abaixo:

- Egito, 2017, 45 mortos -

Em 9 de abril de 2017, no domingo de Ramos, atentados cometidos por dois homens-bomba e reivindicados pelo grupo Estado Islâmico (EI) deixaram 45 mortos em duas igrejas coptas do norte do país - em Tanta e em Alexandria.

- Paquistão, 2016, 75 mortos -

Em 27 de março de 2016, 75 pessoas, incluindo várias crianças, morreram e centenas ficaram feridas em um atentado suicida em um parque muito frequentado de Lahore, a grande cidade do leste do Paquistão, onde os cristãos celebravam as festas de Páscoa. O atentado foi reivindicado por uma facção do movimento talibã paquistanês, o Jamaat-ul-Ahrar.

- Nigéria, 2012, 41 mortos -

Em 8 de abril de 2012, 41 pessoas morreram em um atentado com carro-bomba no domingo de Páscoa perto de uma igreja em Kaduna, no norte da Nigéria, região assolada pelo grupo islamista Boko Haram.

- Outros atentados contra os cristãos -

Nestes últimos anos, foram cometidos outros atentados contra cristãos. Estes foram os mais letais:

- Filipinas

Ao menos 21 pessoas morreram em 27 de janeiro de 2019 em um duplo atentado cometido durante uma missa na catedral de Jolo, a maior cidade da ilha de mesmo nome, ao sul do país. Este ataque foi reivindicado pelo EI. As autoridades o atribuíram à facção Ajang Ajang, grupo ligado aos islamistas de Abu Sayyaf.

- Egito

Em 26 de maio de 2017, 29 pessoas, entre elas várias crianças, morreram em Minya (centro), em um ataque contra um ônibus que transportava peregrinos coptas para o mosteiro de São Samuel. O EI assumiu a autoria do atentado.

Em 11 de dezembro de 2016, um atentado suicida contra uma igreja copta ortodoxa do Cairo, contígua à catedral de São Marcos (sede do papa da Igreja copta ortodoxa Teodoro II), deixou 29 mortos. Também foi reivindicado pelo EI.

- Iêmen

No total, 16 pessoas, incluindo quatro religiosas católicas estrangeiras, morreram em 4 de março de 2016 em um ataque cometido por homens armados contra um hospício das irmãs de Madre Teresa em Áden. O ataque foi atribuído ao EI.

- Paquistão

Em 15 de março de 2015, um duplo atentado cometido com um cinturão de explosivos perto de duas igrejas durante a missa de domingo, em um bairro cristão de Lahore, terminou em 17 mortos e 70 feridos. O ataque foi reivindicado pelos talibãs paquistaneses do Tehereek-e-Taliban Pakistan (TTP).

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade