Publicidade

Estado de Minas

UE lamenta projeto de atentado na Dinamarca, mas apoia acordo com o Irã


postado em 31/10/2018 15:45

A União Europeia (UE) "lamentou" nesta quarta-feira (31) o projeto de atentado frustrado na Dinamarca, que Copenhague atribui ao Irã, mas evitou comprometer seu apoio ao acordo internacional sobre o programa nuclear iraniano.

"Trata-se de um incidente importante. Lamentamos qualquer ameaça à segurança da UE e levamos esse assunto a sério", disse uma porta-voz da Comissão, Maja Kocijancic.

A porta-voz rejeitou as críticas de uma grande indulgência da UE com o Irã, a fim de preservar este acordo, após vários incidentes, o último deles na Dinamarca.

"É preciso compreender duas coisas: o acordo impede o Irã de desenvolver armas nucleares e esse acordo funciona. As outras preocupações são analisadas, mas fora do tratado", explicou.

A UE lançou sanções contra o Irã por violações dos direitos humanos e atos terroristas.

O apoio da UE ao acordo nuclear tem a ver com "a nossa segurança". "Portanto, nosso apoio [ao acordo] continua enquanto o Irã respeitar seus compromissos", ressaltou.

Os Estados Unidos se retiraram em maio deste acordo nuclear com o Irã, assinado em 2015, e voltou a impor sanções contra Teerã. As sanções incluem o bloqueio de transações financeiras e importações de matérias-primas, bem como medidas para penalizar compras nos setores de aviação automotiva e comercial.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade