Publicidade

Estado de Minas

Polícia ordena dispersão de manifestação de ultradireita nos EUA


postado em 04/08/2018 21:36

A Polícia de Portland, nos Estados Unidos, afirmou que ativistas atiraram pedras e garrafas durante uma manifestação organizada neste sábado (4) por dois grupos de extrema direita que provocaram uma marcha contrária e aumentaram os temores de uma repetição dos protestos mortais do ano passado em Charlottesville, Virgínia.

A Polícia da maior cidade do estado do Oregon disse que os projéteis foram lançados contra os agentes e determinou a "dispersão imediata" dos manifestantes.

As imagens dos comícios, que atraíram centenas de pessoas, mostraram colunas de fumaça e uma forte presença da Polícia nesta cidade de 640.000 habitantes.

Dois grupos de extrema direita, Patriot Prayer e Proud Boys, vinculados aos atos de violência ocorridos em um comício anterior em Portland, marcharam no Tom McCall Waterfront Park da cidade em apoio ao fundador da primeira dessas organizações, Joey Gibson, que se postula como candidato republicano ao Senado.

Enquanto isso, um grupo chamado Mobilização Popular organizou uma contra-manifestação no parque, da qual participaram manifestantes com fantasias de palhaço.

Na página no Facebook do segundo evento, os organizadores disseram que "não se desculpam pelo uso da força para manter nossas comunidades a salvo do flagelo da violência de direita".

Segundo o Southern Poverty Law Center, grupo sem fins lucrativos que monitora grupos extremistas, Patriot Prayer e os Proud Boys apareceram juntos em vários comícios desde o ano passado.

A Polícia de Portland precisou intervir em 30 de junho quando militantes destes grupos enfrentaram organizações antifascistas, que deixou vários feridos.

Em 14 de agosto de 2017, uma pessoa morreu e várias ficaram feridas após a agressão de um militante de extrema direita contra manifestantes antifascistas na cidade de Charlottesville, Virgínia.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade