Publicidade

Estado de Minas

Calor não dá trégua e bate recordes na Europa


postado em 04/08/2018 11:00

A Europa enfrenta neste sábado uma intensa onda de calor, com temperatura recorde em Portugal, onde os termômetros devem registrar 46 graus, e três mortes na Espanha.

- Temperatura recorde em Portugal -

De acordo com Paula Leitão, do Instituto Português para Mares e Atmosfera (IPMA), a onda de calor vai atingir o nível máximo neste sábado. Na cidade de Setúbal, perto de Lisboa, a temperatura deve chegar a 46 graus durante o dia.

Uma temperatura próxima dos 48 graus previstos para o Vale da Morte da Califórnia, um dos locais mais quentes do planeta, segundo o site americano AccuWeather.

Na sexta-feira, 16 estações meteorológicas de Portugal registraram temperaturas recordes, como em Alcacer do Sal, perto de Setúbal, com 45,9º C.

As autoridades de Lisboa fecharam áreas abertas e pediram aos moradores que evitem as atividades ao ar livre.

Os abrigos para os moradores de rua abriram mais cedo.

- Três mortos na Espanha -

No sul da Espanha, os termômetros da turística cidade de Córdoba marcaram 45º C.

A onda de calor provocou três mortes durante a semana.

Um homem de meia-idade sem documentos foi encontrado inconsciente em uma rua de Barcelona e morreu de insolação em um hospital da cidade, informaram as autoridades na quinta-feira.

As outras duas vítimas foram um operário nigeriano de quase 40 anos, que trabalhava na terça-feira nas obras de uma estrada perto de Murcia, e um aposentado de 78 anos, que cuidava de sua horta na mesma cidade e morreu na quinta-feira no hospital.

- Cachorros protegidos na Áustria -

Em Viena, os cães da polícia selecionados para trabalhar na segurança de um torneio de vôlei de praia receberam proteção para suas patas.

A polícia informou que, apesar das temperaturas não tão elevadas - previsão de 34º C para sábado, os cães precisam passar horas sobre superfícies expostas ao sol que poderiam facilmente superar os 50 graus.

- O asfalto derrete na Holanda -

Na Holanda, as autoridades fecharam alguns trechos de estradas nos quais o calor derreteu o asfalto.

Na cidade de Zwolle os galhos de quase 100 árvores começaram a ser cortados.

O canal de televisão público NOS informou que os galhos poderiam quebrar em consequência do calor e representar um perigo.

- Reatores nucleares fechados na França -

Quatro reatores nucleares da França foram fechados por causa da onda de calor.

A empresa de energia francesa EDF afirmou que adotou medidas para evitar o aumento das temperaturas dos rios dos quais as centrais nucleares extraem água para resfriar os reatores, antes de voltar a vertê-la.

Além disso, este sábado é o dia de verão com mais trânsito nas estradas, lotadas com pessoas de férias.

No fim da manhã o país registrava 670 km de engarrafamentos.

- Itália: calor e granizo -

A Itália também tem o dia de verão com tráfego mais intenso.

Na região norte, o calor era extremo, enquanto para o sul existe a previsão de tempestades de granizo à tarde.

De acordo com um relatório da associação ecologista Legambiente publicado esta semana, em Lazio (a região de Roma) as ondas de calor provocaram 7.700 mortes desde o ano 2000.

- Chuva e alívio na Suécia -

Após o mês de julho mais quente dos últimos 250 anos, a chuva deu um alívio à Suécia neste sábado.

Os termômetros caíram e marcaram temperaturas entre 20 e 25 graus, segundo o instituto meteorológico.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade