Publicidade

Estado de Minas

China celebra início de "nova história" com a reunião Trump-Kim


postado em 12/06/2018 05:12

O governo da China, maior aliado da Coreia do Norte, celebrou nesta terça-feira a reunião de cúpula em Singapura entre o presidente americano Donald Trump e o líder norte-coreano Kim Jong Un, e fez um novo apelo à "desnuclearização total" de seu vizinho.

"Hoje, o fato de que os principais dirigentes dos dois países se sentam juntos para negociações de igual para igual tem um significado importante e constitui o começo de uma nova história", afirmou o ministro das Relações Exteriores da China, Wang Yi.

"A China celebra e dá seu apoio", declarou o ministro ao ser questionado se o país sentia estar marginalizado pela aproximação entre Washington e Pyongyang.

"É um objetivo que esperávamos e pelo qual trabalhamos", disse.

Wang defendeu uma "desnuclearização total", tal como exige o governo dos Estados Unidos.

"Ao mesmo tempo é necessário um processo de paz para a península (coreana), para resolver as preocupações razoáveis da Coreia do Norte em termos de segurança", afirmou o ministro chinês.

"Ninguém pode duvidar do papel importante e único desempenhado pela China. E este papel continuará", prometeu.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade