Publicidade

Estado de Minas

Helicóptero militar turco é abatido na Síria


postado em 10/02/2018 15:54

O presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, declarou neste sábado que um helicóptero militar turco foi abatido durante uma ofensiva contra uma milícia curda no nordeste da Síria.

O primeiro-ministro Binali Yildirim indicou na televisão que dois soldados turcos morreram no incidente. Mas afirmou que inda não há evidências de uma "intervenção externa" na queda do aparelho.

Pouco depois, o Exército informou que outros três soldados turcos foram mortos e cinco ficaram feridos numa operação contra os curdos, em um incidente separado.

"Um dos nossos helicópteros foi derrubado", declarou Erdogan em discurso televisionado em Istambul.

Ele não precisou quem abateu o avião, mas ressaltou que os responsáveis "pagarão caro".

A agência pública Anadolu indicou que o helicóptero foi derrubado na região fronteiriça de Hatay, ao sul da Turquia.

De acordo com a agência privada Dogan, o Exército tenta chegar ao local da queda, no distrito de Kirikhan.

Em 20 de janeiro, a Turquia e seus aliados rebeldes sírios lançaram a operação "Ramo de Oliveira" contra as Unidades de Proteção do Povo (YPG), uma força paramilitar curda considerada "terrorista" por Ancara, mas que também é uma importante aliada dos Estados Unidos na luta contra o Estado Islâmico (EI).

Ancara considera as YPG como uma facção do Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK), que lidera uma insurgência armada há três décadas contra o governo central turco.

Um porta-voz das Forças Democráticas Sírias, apoiadas pelos Estados Unidos, Mustefa Bali, informou no Twitter que o helicóptero havia sido abatido em Rajo, na região de Afrin, no noroeste da Síria, perto da fronteira com a Turquia.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade