Publicidade

Estado de Minas

Martin Schulz desiste de ser chefe da diplomacia alemã


postado em 09/02/2018 12:24

O líder do partido social-democrata alemão, Martin Schulz, anunciou nesta sexta-feira (9) que não irá se tornar ministro das Relações Exteriores no próximo governo de Angela Merkel, último episódio do imbróglio político na Alemanha.

Schulz foi muito criticado em seu partido por ter reivindicado na quarta-feira o posto de chefe da diplomacia como parte de um acordo de coalizão com os conservadores da chanceler porque havia jurado jamais ser ministro de Merkel.

Essa coalizão ainda deve receber a autorização dos militantes do partido social-democrata em um referendo interno, cujo resultado é esperado para 4 de março. Um resultado positivo está distante de ser alcançado, por isso Schulz explicou que se retiraria para evitar dividir ainda mais a formação.

"As discussões sobre a minha pessoa ameaçam o sucesso do voto. Declaro, portanto, que renuncio à minha entrada no governo", disse em um comunicado.

O líder do SPD, que conduziu o partido aos resultados mais baixos de sua história nas eleições de setembro, foi atacado na quinta-feira à noite por seu predecessor à frente do partido e atual ministro das Relações Exteriores, Sigmar Gabriel.

"O que resta é somente o lamento (de ver) a que ponto entre nós no SPD agimos com pouco respeito e ver que a palavra dada vale muito pouco", declarou Gabriel.

Ele acrescentou que sua filha Marie, ainda criança, disse-lhe após o acordo governamental: "Não fique triste, papai, você vai ter mais tempo para nós agora. É melhor que com o senhor com pelos no rosto", uma referência explícita à Martin Schulz, que tem barba.

O quarto governo de Angela Merkel tem recebido críticas de todas as partes, antes mesmo de tomar posse. Muitos conservadores acusam a chanceler de ter feito muitas concessões ao SPD para manter o poder.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade