Publicidade

Estado de Minas

Todos os incêndios em Israel foram extintos


postado em 27/11/2016 18:37

Todos os incêndios dos últimos dias em Israel e na Cisjordânia foram extintos - anunciaram os bombeiros neste domingo (27).

"Não restam lugares ativos", declarou à AFP o porta-voz dos bombeiros, Yoram Levy, acrescentando que desde a noite de sábado não haviam recebido chamados de alerta.

Ao todo, 21 aviões israelenses e estrangeiros (turcos, gregos, croatas, russos, franceses, canadenses, espanhóis e azerbaijanos), além de um super-tanker americano, participaram das operações.

Desde o começo da semana uma série de grandes incêndios provocou importantes danos em Israel e em uma parte da Cisjordânia ocupada. Milhares de pessoas foram obrigadas a deixar suas casas.

Favorecidos por uma forte seca e intensificados por ventos intensos, as dezenas de incêndios florestais queimaram mais de 13.000 hectares de florestas, segundo a Autoridade da Natureza e dos Parques de Israel. Esse número é 30% maior do que aquele registrado no grande incêndio que atingiu a região do Carmel, ao norte, em 2010, e deixou 44 mortos.

Terceira maior cidade de Israel, Haifa sofreu na última quinta (24) evacuações de milhares de pessoas, que fugiam do avanço das cortinas de fogo. Segundo a prefeitura, 1.784 imóveis foram atingidos e, desses, 572 estão destruídos. Estima-se que os danos na cidade passem de US$ 120 milhões.

A Polícia israelense anunciou a detenção de 23 pessoas suspeitas de terem provocado os incêndios, sem informar suas identidades e origens. As autoridades acreditam em que esses incêndios possam estar vinculados ao conflito entre palestinos e israelenses.

Neste domingo, o ministro israelense da Defesa, Avigdor Lieberman, declarou que 17 dos 110 focos de incêndio na Cisjordânia ocupada são de origem criminosa.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade