Publicidade

Estado de Minas

Vacinador de pólio é assassinado no Paquistão


postado em 09/12/2014 14:25

Dois homens armados mataram nesta terça-feira um vacinador contra a pólio no centro do Paquistão, uma zona onde até agora não haviam registrado ataques contra o pessoal sanitário que realiza campanhas de imunização no país.

Os homens estavam em uma moto na hora que atiraram seis vezes e a vítima morreu na hora, segundo autoridades de Faisalabad, localidade industrial na província de Pendjab, centro do país.

Com a morte de Muhammad Sarfaraz, um professor de 40 anos, subiu para 67 o total de trabalhadores sanitários que foram assassinados nos últimos dois anos durante as campanhas de vacinação, que geram grande oposição em alguns setores extremistas.

O Paquistão é o país mais atingido pela pólio no mundo, concentrando 85% dos casos em 2014, com um total de 268 pessoas afetadas.

A campanha contra os vacinadores é obra principalmente dos talibãs e dos ímãs, que alimentam uma onda de rumores sobre os perigos da vacina, como ser causadora de esterilidade com o objetivo de exterminar os muçulmanos.


Publicidade