Publicidade

Estado de Minas

Fomos à cidade de 13 mil habitantes à procura de um milionário

Única aposta vencedora na última Mega-Sena é do município, na Região Metropolitana de Belo Horizonte


postado em 23/09/2018 11:48

(foto: Edésio Ferreira/EM/D.A Press)
(foto: Edésio Ferreira/EM/D.A Press)

Itaguara - Moradores da pequena Itaguara, de cerca de 13 mil habitantes na Região Metropolitana de Belo Horizonte, acordaram neste domingo em busca de um milionário. O único jogo que venceu o concurso 2.081 da Mega Sena, sorteado ontem, foi feito na cidade e o ganhador vai levar sozinho R$ 21 milhões. A Caixa Econômica Federal ainda não informou os detalhes do jogo. Uma das possibilidades é que seja um bolão. As dezenas sorteadas foram 13 – 18 – 35 – 40 – 41 – 42.



Todas as rodas de conversa no município tratam do mesmo assunto. “Está todo mundo investigando, quem sabe o milionário não empresta para a gente?”, brinca a balconista Maria Clara de Oliveira Resende. No grupo de WhatsApp do trabalho dela já existe uma suspeita. “É um morador da cidade, pelo menos é o que estão falando”, afirma. 

Na feirinha livre que ocorre todos os domingos na Praça da Convivência, o mistério durou pouco. “Fui eu que ganhei, mas não vou contar para o povo daqui. Vou esperar a poeira abaixar e depois pego o dinheiro e vou para Portugal”, diz a professora Elisângela Aparecida Silva, 42 anos, que trabalha na feira aos domingos vendendo bebidas e porções. “É muito dinheiro. Eu me mudaria daqui, mas com certeza ajudaria muita gente que precisa, ajudaria também o Hospital de Itaguara”, completa a professora.

No papo entre os amigos Ubiraci Prata Lima, 70, que já foi prefeito da cidade, José Eustáquio Brugnara, 71, e Euler Penido, 65, o primeiro assunto foi a investigação sobre o novo milionário. “Eu acho que é tanto dinheiro que isso ia me dar era trabalho. Ia aparecer gente pedindo emprestado, eu ia ficar preocupado, teria que mudar daqui, botar muro na casa”, brinca Euler. 

Se por um lado paira a dúvida sobre quem é o novo milionário, por outro a população sabe que o jogo foi feito na única lotérica da cidade, a loja Conquista Sorte, que amanheceu fechada neste domingo. A dona ainda não foi vista em Itaguara e é apontada pelos conhecidos como bastante reservada. Em meio à movimentação por conta da feira de domingo, a especulação não para. “Se você descobrir me conta, porque me caso com a pessoa”, diz a Palhaça Colibri, do Laboratório de Experimentação e Criação em Artes Cênicas (Leca) da UFMG. Ela participa do 3 Festival de Teatro de Itaguara, organizado pela Reflexo Companhia de Teatro. Rodrigo Marques, que é da companhia, nasceu em Itaguara e hoje mora em BH, diz que ainda tem esperança de descobrir o ganhador. “Estou com fé que vai ser meu pai”, diz ele.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade