Publicidade

Estado de Minas

Confronto entre donos de charretes e defensores dos animais vira caso de polícia

Atrito ocorreu em Tiradentes, onde clima ficou tenso desde a proposta da troca de charretes por triciclos motorizados. Ativista aplaudem a ideia, que desagradou charreteiros


postado em 01/08/2017 19:46 / atualizado em 01/08/2017 22:32

A proposta de substituir as charretes de Tiradentes, na Região Central, por triciclos motorizados tem criado polêmica e resultou nesta terça-feira em boletim de ocorrência policial, com denúncias mútuas de agressões de pessoas favoráveis e contrárias à inciativa. Desde a sexta-feira o clima é de tensão entre charreteiros e defensores dos animais, depois que um deputado estadual se reuniu com o prefeito e sugeriu a substituição dos veículos de tração animal.

Nesta terça, de acordo com a Polícia Militar, um casal de ativista fazia compras em um depósito de construção na Rua Alvarenga Peixoto, em frente à casa de um condutor de charretes, e ao se encontrarem teve início uma discussão. Em pouco tempo, a mulher e seu marido se viram acuados por um grupo de charreteiros e a PM foi chamada.

A ativista afirmou que foi agredida fisicamente, mas, de acordo com a polícia, não apontou quem foi o agressor. Já a irmã de um dos charreteiros acusou a mulher de agredi-la. Militares seguiram para o local e 10 pessoas envolvidas na confusão foram levadas para a delegacia, incluindo o casal de defensores dos animais. Caberá agora à Polícia Civil investigar o caso.

 

(RG) 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade