Publicidade

Estado de Minas

Seds confirma transferência de Bruno e dá detalhes da nova rotina do goleiro

Informação foi publicada, com exclusividade, pelo Estado de Minas na manhã deste sábado. Em Francisco Sá, Bruno terá cela individual, sem televisão, e pode começar a receber visitas na próxima semana


postado em 21/06/2014 12:18 / atualizado em 21/06/2014 12:45

A Secretaria de Estado de Defesa Social (Seds) confirmou a transferência do goleiro Bruno Fernandes de Souza para a Penitenciária de Segurança Máxima de Francisco Sá, no Norte de Minas Gerais, conforme informou, com exclusividade, o Estado de Minas em matéria publicada na manhã deste sábado.

Bruno está preso desde julho de 2010 e cumpre pena de 22 anos e três meses pela morte da ex-amante Eliza Samudio. Ele deixou a Penitenciária Nelson Hungria, em Contagem, na Grande BH, na tarde de sexta-feira.

Conforme a Seds, a Subsecretaria de Administração Prisional (Suapi) diz que Bruno deu entrada na unidade por volta das 13h e foi escoltado por agentes do Comando de Operações Especiais (COPE). O ex-atleta foi cadastrado em Francisco Sá, e passou por um primeiro atendimento médico, jurídico e psicológico. Todo o procedimento terminou na manhã de hoje.

A partir de agora, Bruno cumprirá sua pena em uma cela individual – todas as celas na unidade têm esse padrão, com 6 metros, cama de alvenaria, colchão, vaso sanitário, pia com torneira e chuveiro. Os detentos recebem alimentação balanceada, com quatro refeições por dia. Não há sinal de TV na unidade, assim, ele ficará sem o aparelho. No entanto, a família do detento pode levar um aparelho de rádio pequeno (15cm x 25 cm) para o goleiro.

A subsecretaria também informou que Bruno deve receber as primeiras visitas assim que os interessados se cadastrarem na penitenciária. Caso o procedimento seja finalizado daqui a alguns dias, ele terá visitas sociais no próximo fim de semana.

A Suapi também esclareceu detalhes sobre o motivo da mudança de unidade prisional. “A transferência de Bruno foi autorizada pela subsecretaria, que atendeu ao pedido dos advogados do preso, após avaliar questões de segurança e obter a validação também da Justiça. Os advogados pediram para que o ex-goleiro cumprisse a pena mais próximo da esposa, que atualmente reside em Montes Claros. Entretanto, a unidade prisional de Montes Claros é um presídio e, via de regra, não deve receber presos condenados. Por este motivo o detento Bruno Fernandes será encaminhado para a Penitenciária de Francisco Sá, que fica na mesma região, a aproximadamente 55 km de Montes Claros”, diz a nota. A unidade tem capacidade para 300 detentos e, atualmente, abriga 323.

VOLTA AOS CAMPOS A transferência de Bruno faz parte da estratégia da defesa, que tenta conseguir autorização da Justiça para que o ex-atleta retorne aos gramados. Em 28 de fevereiro, ele assinou um contrato com o Montes Claros Futebol Clube - equipe da segunda divisão do futebol mineiro.

Antes da ida para Francisco Sá, os advogados de Bruno pediram a transferência dele para o Presídio de Montes Claros, mas não tiveram êxito. De acordo com especialistas, o ex-atleta só teria direito à saída temporária para o trabalho a partir de 2020. Os advogados, no entanto, argumentam que mesmo em regime fechado, existiria a brecha na lei para o preso trabalhar durante o dia.

Os defensores já haviam entrado com um pedido de autorização para Bruno trabalhar, mas o pleito foi negado pelo juiz da Vara de Execuções Penais de Contagem, Wagner Cavalieri. Agora, a decisão quanto ao futuro de Bruno ficará por conta do juiz da Vara de Execuções Penais de Francisco Sá, Flambo da Costa.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade