Publicidade

Estado de Minas

Goleiro Bruno destitui advogado que o defendeu no júri

Lúcio Adolfo da Silva não defende mais o condenado. Ele agora fica apenas com a defesa de Francisco Simim


postado em 13/12/2013 13:20

O goleiro Bruno Fernandes, condenado a os 22 anos e três meses de prisão pela morte de Eliza Samudio, destituiu o advogado Lúcio Adolfo da Silva e agora será defendido exclusivamente pela equipe de Francisco Simim. O criminalista, agora patrono da causa, defendeu também a ex-mulher do goleiro, Dayanne Rodrigues, que foi absolvida no tribunal. A mudança de advogado foi documentada nesta sexta-feira no Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG). Foi Lúcio Adolfo quem apresentou a defesa de Bruno no júri em abril deste ano.

De acordo com Simim, os próximos passos da defesa são acompanhar os recursos impetrados na Justiça para contestação da sentença. Os pedidos serão analisados pelo TJMG no ano que vem. Simim disse que agora vai escolher uma equipe de apoio nas novas diretrizes. Ainda segundo o criminalista, a mudança na defesa foi vontade do próprio condenado.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade