Publicidade

Estado de Minas

Quatro envolvidos no caso Eliza Samúdio são soltos em Minas Gerais


postado em 18/12/2010 10:56 / atualizado em 18/12/2010 11:29

Dayanne Souza, Fernanda Gomes de Castro, Elenílson Vítor da Silva, e Wemerson Marques foram soltos durante a madrugada(foto: Tulio Santos/EM/D.A Press)
Dayanne Souza, Fernanda Gomes de Castro, Elenílson Vítor da Silva, e Wemerson Marques foram soltos durante a madrugada (foto: Tulio Santos/EM/D.A Press)
 

Depois da decisão da juíza Marixa Fabiane Lopes Rodrigues, da Vara do Tribunal do Júri de Contagem, que confirmou que o goleiro Bruno e mais três acusados de envolvimento no desaparecimento e morte de Eliza Samudio vão a júri popular, foram soltos na madrugada deste sábado, outros quatro réus no processo que investiga o desaparecimento e morte de Eliza Samudio.

A liberdade da mulher do goleiro Bruno, Dayanne Souza, a ex-namorada dele, Fernanda Gomes de Castro, o caseiro do sítio, Elenílson Vítor da Silva, e Wemerson Marques, o Coxinha, foi dada pela juíza da Comarca de Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, Marixa Fabiane Lopes Rodrigues.


Dayanne, Fernanda, Silva e Coxinha foram pronunciados por sequestro e cárcere privado, e poderão responder ao processo em liberdade. Dayanne e Fernanda deixaram a Penitenciária Estevão Pinto, na região leste de Belo Horizonte, por volta de 1h20, acompanhadas pelos advogados, onde parentes esperavam por elas.

Silva e Coxinha saíram da Nelson Hungria, em Contagem, por volta das 2h, também com os advogados. Os familiares deles estavam na casa do Coxinha, em Ribeirão das Neves, na Grande BH, onde uma festa foi preparada para receber os dois.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade