Publicidade

Estado de Minas

Estrela do Galpão, Teuda Bara conta a história de sua vida em 'Luta'

Até 28 de julho, atriz apresenta monólogo no Sesc Palladium. 'Fazer teatro é um ringue. Não tem incentivo, não tem patrocínio, mas a gente não pode parar', diz ela


postado em 19/07/2019 04:06

 (foto: Lucas Calixto/divulgação)
(foto: Lucas Calixto/divulgação)

“Luta” sintetiza bem a trajetória de quem renunciou à vida doméstica que a sociedade impunha às mulheres para ser artista. Por isso, a palavra é o título adequado para o monólogo estrelado por Teuda Bara (foto), atriz do Grupo Galpão, que estreia nesta sexta (19), no Teatro de Bolso do Sesc Palladium.

“São histórias minhas mesmo, de verdade. Tem algumas interferências poéticas, lembranças, situações de cena”, explica Teuda, de 78 anos, que não esmorece diante das adversidades que os artistas enfrentam atualmente. “A vida é uma luta. Neste momento, fazer teatro é um ringue. Não tem incentivo, não tem patrocínio, tudo tem um custo, mas a gente não pode parar. Com quase 80 anos, o que vou fazer se não for teatro?”, questiona.

A peça surgiu do livro Comunista demais para ser chacrete, biografia de Teuda publicada em 2016 por João Santos, que assina o monólogo e divide a direção com Cléo Magalhães e Marina Viana. “A luta começa como alegoria. Teuda entra com a máscara de 'lucha libre' e luvas de boxe, metáforas de tudo o que essa mulher enfrenta. Mãe de dois filhos e solteira, rompeu com todos os padrões para estudar e se dedicar ao teatro. E ainda tem de ouvir, do alto de seus 78 anos, que artista é tudo vagabundo”, comenta Santos.

Apesar de toda essa luta, Teuda garante: “São histórias engraçadas pra gente pensar e sair falando. São reminiscências agradáveis.”

LUTA
Com Teuda Bara. Teatro de Bolso do Sesc Palladium. Rua Rio de Janeiro, 1.046, Centro. Sexta e sábado, às 20h; domingo, às 19h. Até 28 de julho. Teatro de Bolso do Sesc Palladium. Av. Augusto de Lima, 420, Centro. R$ 15 (inteira) e R$ 7,50 (meia). Informações: (31) 3270-8100.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade