Conteúdo para Assinantes

Continue lendo ilimitado o conteúdo para assinantes do Estado de Minas Digital no seu computador e smartphone.

price

Estado de Minas Digital

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas digital por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Publicidade

Estado de Minas VOCÊ ACREDITA EM HORÓSCOPO?

Os signos podem dizer muito do que você é e sobre suas relações consigo mesmo e com as pessoas à sua volta

Veja o que os astrólogos dizem sobre cada uma das 12 constelações do zodíaco


postado em 01/07/2019 17:00 / atualizado em 01/07/2019 17:40


Nas rodas de conversas em bares ou em reuniões de família, um assunto volta e meia vem à tona e é motivo de muita discordância e risadas: signos. Perguntar qual é o signo de alguém se tornou uma ótima forma de quebrar o gelo e iniciar uma boa conversa. Áries, Touro, Gêmeos, Câncer, Leão, Virgem, Libra, Escorpião, Sagitário, Capricórnio, Aquário e Peixes. Cada um dos 12 signos do zodíaco apresenta atitudes características e desejos diante da complexidade da vida e das pessoas em sua volta. Esses traços são feitos a partir da análise do céu, ou da posição dos planetas no momento do nascimento. Muitos acreditam que os astros podem interferir na personalidade, nos anseios, nos desequilíbrios e na insegurança das pessoas. Mas será que podemos realmente conhecer as pessoas se soubermos as características básicas dos signos do zodíaco?

De acordo com a astróloga Lívia Marotta, os astros são como uma correspondência aos temas que vivemos no nosso dia a dia e é muito diferente de influenciar ou causar algo em nós. “A astrologia vem sendo praticada pela humanidade através dos milênios e a cada signo ou corpo celeste foram sendo atribuídos um conjunto de temas ou características, formando um símbolo ou arquétipo”, explica. Segundo ela, as atitudes são nossas escolhas e estão ligadas ao nosso livre-arbítrio. “A astrologia tem mais a ver com nossas inclinações, mas não pode determinar o que fazemos de nossos potenciais”, comenta.

É esse conhecimento que pode influenciar a maneira como nos relacionamos com o mundo. “A proposta é estarmos mais acordados para nossa realidade, tomar decisões mais conscientes”, destaca. Aliás, muitas pessoas usam a astrologia para escolher datas de procedimentos cirúrgicos, épocas para se investir dinheiro, comprar imóveis, viajar, casar e até para selecionar amigos ou a futura profissão.

Porém, a astróloga diz que é errôneo traçar a personalidade de uma pessoa somente pelo signo solar. “Pode criar estigmas e dar a impressão de determinismo, do tipo ‘ah, sou assim porque sou de tal signo’, como se não houvesse nada a fazer a respeito das nossas imperfeições. Isso deturpa completamente o sentido de conhecer astrologia, engessa e julga em vez de ajudar a desenvolver e a conhecer”, revela. Porém, ela destaca que observar em nós e naqueles à nossa volta as características do signo do zodíaco, comentar e até rir, é válido. “Só não devemos cair no erro de simplificar e reduzir a personalidade às características do signo solar”, pontua.

DETERMINAÇÃO

A estudante de cinema Luana Marcelina é do signo de capricórnio e vê características em comum com o que costuma ler sobre ele. “Dizem que somos frios, mas é porque não damos corda para qualquer um(a), mas quando deixam se relacionar costumam ser fiéis e um pouco ciumentos”, revela. Além disso, a estudante frisa que capricornianos são pessoas com os pés no chão e estáveis, por isso há determinação e desejo de conquistas aflorada. “Dinheiro é sim, importante e, consequentemente, o trabalho também”, avalia.

Já o estudante e ariano Gabriel Victor Rosa não acredita nessa história de signos e horóscopos, mas reconhece certa empatia com o seu signo, áries. “O ariano é uma pessoa explosiva, é aquele que fala sem pensar, mas, caso machuque alguém, vai ser o primeiro a se desculpar. Somos também teimosos, guardamos em nossos corações as coisas boas e as ruins que ocorrem com a gente”, ressalta. O estudante diz não ter uma definição concreta do seu signo solar, já que não liga muito para os astros. “Se parasse para ler astrologia, ver vídeos sobre o assunto ou simplesmente fazer um mapa astral, talvez acreditasse mais, porque há coisas que fazem muito sentido. Mas não tenho algo definitivo sobre isso”, opina.

Lívia Marotta diz que, apesar da incredulidade das pessoas em relação aos signos, há um movimento de reúso muito forte. “Na realidade, trata-se de um conhecimento vasto, complexo e antigo, que vem evoluindo através das épocas, assim como outros campos do conhecimento”, conclui.

Nesta edição, o Bem Viver convida você a fazer uma viagem astrológica com destino à psique humana. Na tentativa de entender seus impulsos, personalidades e características, os signos se tornam o alicerce de muita gente. Quem sabe, até o fim da matéria, você passe a entender ou a se identificar ainda mais com seu signo?

Ah, esse meu jeito de ser!
Teimosia, indecisão, calma, impulsividade, lealdade, possessividade, empatia e até espírito de vingança. Jovens mostram que os signos podem traduzir muitos dos seus temperamentos


Muitos acreditam que a compreensão dos signos e suas características intrínsecas auxilia a psique a encontrar o equilíbrio necessário para dosar as situações cotidianas com o real peso que representam. O médico psiquiatra Aloísio Andrade conta que a observação dos astros e planetas faz parte do cotidiano da espécie humana desde que começamos o processo de consciência. “A internet e as mídias sociais ampliaram muito as possibilidades de busca sobre significado e significante, ou seja, o que dá sentido para a vida e o que tem em mim e nas coisas que me cercam que podem se relacionar com esse sentido”, diz.

Segundo ele, há uma necessidade cada vez maior de entender o que significa crescer como ser humano. “Se posso e quero melhorar, onde devo buscar referências nesse sentido? Essas referências estão em falta. Talvez daí a busca pelo místico”, pontua. Ele lembra à luz da pesquisa que Carl Gustav Jung (psiquiatra e psicoterapeuta suíço que fundou a psicologia analítica) referiu-se aos arquétipos, dinâmicas coletivas de atitudes e ações humanas, como relacionados a leituras não pessoais de entendimento das ações humanas.

REFERÊNCIAS


Com o desenvolvimento consciente, o ser humano se fechou para algumas influências e entendeu-as como possibilidades, não condicionamentos. O psicanalista ressalta que podemos mudar ou alterar a estrutura e a funcionalidade cerebrais em resposta à experiência e, por isso, nada é mais somente decidido pelo destino. “A ciência atual, que nos faz seres tão somente lógicos e nada poéticos, busca um caminho e referências mais microscópico do microcosmos. A astrologia faz parte de um caminho microscópico do macrocosmos; busca a lógica, mas aceita a poesia”, explica. Referências e qualidades que são difundidas e identificadas por muitas pessoas, que veem nos signos zodiacais proximidades e afeições. 

EU E MEU SIGNO


Áries
De 21 de março a 19 de abril
Características: ação, impaciência, impulsividade
Nome: Priscila Gomes
Depoimento: Dizem que meu signo é o pior de todos em alguns aspectos, mas também tem suas vantagens. Um ariano não leva desaforo para casa e adora uma boa briga. Além disso, é bem cabeça-dura e costuma ter fama de estressadinho. Mas, em compensação, é muito corajoso e nunca desiste do que quer. Costuma ser um amor de pessoa, mas quando quer e quando lhe convém.

Touro
De 20 de abril a 20 de maio
Características: calma, possessividade, teimosia
Nome: Josiane Rayanne
Depoimento: O signo de Touro diz muito sobre mim, principalmente pelo fato de os taurinos não gostarem de imediatismo, de mudanças. Também pelo fato de comer muito e amar comer. Sou possessiva, ciumenta, muito carente, carinhosa e teimosa.

Gêmeos
De 21 de maio a 21 de junho
Características: adaptabilidade, dispersão, superficialidade
Nome: Dayane Simões
Depoimento: Os geminianos estão sempre querendo mais: conhecimento, experiência, desafios, relacionamentos, dinheiro. E, justamente para alcançar todos esses objetivos, não medem esforços na hora de ser ágeis. Eles gostam de variedade, de conhecer pessoas novas e viver diferentes emoções. Por isso, podem trocar bastante de parceiros.

Câncer
De 22 de junho a 22 de julho
Características: sensibilidade, acolhimento, intuição
Nome: Tayná Augusto
Depoimento: Bom, Câncer é basicamente ‘vamos chorar?’. Hahaha! Signo superemotivo e há quem diga que é o mais emotivo do zodíaco. Dramático, manipulador e, ao mesmo tempo, o signo mais apegado à família e mais romântico que existe.

Leão
De 23 julho a 22 de agosto
Características:
lealdade, egocentrismo, coragem
Nome: Cláudio Castro
Depoimento: Ser de Leão é ser turbilhão, é sentir o fogo emanado do Sol, é transbordar, seja bom ou ruim. É saber que as críticas de egocentrista não abalam, porque, por mais que não pareça, Leão é só amor!

Virgem
De 23 agosto a 22 de setembro
Características: crítica, flexibilidade, perfeccionismo
Nome: Andreza Maia
Depoimento: Meu signo diz exatamente quem sou. A maioria das características dele se enquadra na minha personalidade, tanto nos pontos positivos quantos nos negativos. Os pontos mais visados nesse signo são a organização e o perfeccionismo. E isso está muito presente no meu dia a dia, na maioria das vezes, com grande intensidade, mas não afetando meu bem-estar.

Libra
De 23 de setembro a 22 de outubro
Características: diplomacia, indecisão, sociabilidade
Nome: Luma Silva
Depoimento: Os librianos são românticos, amigos fiéis e indecisos. Às vezes, trouxas, por confiar demais nas pessoas. Temos tendência a ser bravos quando pisam no nosso calo, mas, no geral, somos muito calmos.

Escorpião
De 23 outubro a 21 de novembro
Características: intensidade, sexualidade, extremismo
Nome: Luiz Gustavo Aguiar
Depoimento: Escorpianos são conhecidos pelo extremismo e pela intensidade, e acho que essa é uma característica minha também, é tudo sempre no limite. Somos conhecidos por ser ciumentos, isso eu não vou negar, e tem a popular questão da vingança, né, mas não vejo assim, normalmente, é só uma questão de justiça. Gosto do meu signo, nem somos os demônios que os outros signos pintam, a não ser que precise, claro!

Sagitário
De 22 de novembro a 21 de dezembro
Características: liberdade, otimismo, individualidade
Nome: Isabel Menezes
Depoimento: Acredito que as pessoas de Sagitário são as mais aventureiras do zodíaco. Sempre que encontro uma sagitariana, é 'pau pra toda obra', topa qualquer rolê. Somos pessoas muito animadas e, às vezes, sem noção. Temos muita facilidade de entrosar e fazer amigos. Somos muito otimistas, acreditamos que tudo vai dar certo. Somos pessoas abertas a aceitar novas opiniões. Não gostamos de pessoas de mente fechada e temos dificuldade de entender conceitos de limites.

Capricórnio
De 22 de dezembro a 19 de janeiro
Características: persistência, trabalho, responsabilidade
Nome: Bruna Curi
Depoimento: As pessoas costumam brincar, dizendo que os capricornianos têm ‘coração de gelo’. Adoram dinheiro e têm um espírito de liderança. Sou uma pessoa reservada, mais tímida, e demoro certo tempo para me abrir e confiar nas pessoas, sem contar que não sou muito boa quando se trata de expressar meus sentimentos. Mas reconheço que tenho espírito de liderança.

Aquário
De 20 de janeiro a 18 de fevereiro
Características: originalidade, independência, amizade
Nome: Diego Jorge
Depoimento: Uma das características marcantes do aquariano é ser muito humanitário e além do tempo em que vive, características bem marcantes em mim. Não costumo aceitar injustiças sem dar minha opinião. Somos muito sociáveis, adoramos está rodeados de pessoas a todo tempo, e conseguimos lidar com vários grupos de amigos ao mesmo tempo. Mas nem tudo são flores. Somos muito desligados com compromissos e horários. A preguiça para cumprir determinados prazos me acompanha desde que me entendo por gente.

Peixes
De 19 de fevereiro a 20 de março
Características: sensibilidade, empatia, romantismo
Nome: Aissa Mac
Depoimento: O signo de Peixes é muito intuitivo. Tendemos a pensar mais nos outros do que em nós mesmos. Acho que essa é minha maior qualidade e meu maior defeito. O pisciano também é muito sonhador e criativo, o que também me define bastante, além de ser muito ligado a coisas místicas. Talvez, por isso, eu goste tanto de signos.

Leitura de identidade
O mapa astral é uma representação do céu no momento exato do nascimento. Além da posição dos planetas na data, ele traz informações sobre personalidade, atitudes e aspectos sociais


A astrologia é uma ciência que trabalha com a astronomia e são cálculos matemáticos precisos e confiáveis - Márcia Ribeiro, astróloga(foto: Alexandre Ferreira/Divulgação)
A astrologia é uma ciência que trabalha com a astronomia e são cálculos matemáticos precisos e confiáveis - Márcia Ribeiro, astróloga (foto: Alexandre Ferreira/Divulgação)
Você já imaginou ter uma explicação lá do céu para seus comportamentos e atitudes nas decisões cotidianas? O mapa astral é um estudo detalhado, que vê de acordo com as posições dos astros no nascimento de determinada pessoa a influencia dos planetas na tomada de decisões no decorrer da vida. Os mapas são diferentes para cada pessoa. Ele é feito a partir da posição celeste dos astros no dia, horário, local, mês e ano em que você nasceu. Após o levantamento dos seus dados, é elaborada uma análise abordando as características mais marcantes da sua personalidade.

Apesar de parecer surreal, muitas pessoas mudam de ideia após fazer a leitura do mapa astrológico. “Inclusive, eu mesma mudei quando percebi que a astrologia é uma ciência que trabalha com a astronomia e são cálculos matemáticos precisos e confiáveis. O que vai fazer a diferença é o conhecimento do astrólogo na hora da leitura e da interpretação”, diz a astróloga Márcia Ribeiro.

Segundo ela, os astros influenciam sim nosso cotidiano. “Principalmente a Lua, que percorre 15 graus todos os dias na constelação zodiacal, alterando nosso comportamento no setor que está no mapa natal. Assim como as marés são influenciadas pela Lua, o nosso comportamento e nossas emoções também são alterados com o movimento lunar”, frisa.

O professor de inglês Wallisson Nogueira é leonino. E acredita que não exista signo que se encaixe melhor a ele do que Leão. “Leoninos são, em geral, independentes, sinceros e tendem a gostar de um holofote. Sou bem assim”, comenta. “Não espero que as pessoas resolvam as minhas coisas desde bem cedo. Estou sempre me envolvendo com as artes cênicas e costumo ser verdadeiro e leal com meus amigos e todos à minha volta.” Leoninos costumam ser orgulhosos, entusiasmados e confiantes, o que leva as pessoas a achar que são egoístas. “Sou exatamente como meu signo diz, vaidade excessiva, às vezes um pouco egocêntrico, mas tento me controlar na maioria das vezes.”

A astróloga Lívia Marotta diz que o mapa astral é como se fosse uma fotografia do céu no momento do nascimento. “Com o mapa em mãos, o astrólogo faz a análise dos símbolos e o que eles podem representar para o indivíduo. Então, o astrólogo faz a leitura do mapa para a pessoa que o solicitou”, explica.

As experiências da vida estão divididas em 12 áreas, chamadas de casas zodiacais. “Então, no mapa, estão representados o corpo físico, os recursos, a mente e a comunicação, a família, os pais, os filhos, a saúde, o trabalho e o casamento, entre outros temas.”

Segundo Márcia Ribeiro, cada uma das casas representa uma área da nossa vida e, dependendo do que tem dentro daquela casa específica, altera-se a leitura do mapa. “O mapa astral é uma bússola orientadora que você leva para toda vida”, avalia.

As informações contidas são analisadas pelas astrólogas, que são capazes de fazer uma síntese dos potenciais representados, bem como analisar cada assunto individualmente. “Claro que cada profissional tem liberdade de direcionar sua análise, e o mapa é tão abrangente que podemos enxergar algo diferente cada vez que o analisamos”, afirma. Segundo Lívia Marotta, o maior presente da astrologia é o convite ao autoconhecimento. “Saber onde estão nossos melhores potenciais e também identificar nossas maiores dificuldades”, frisa.

VIVÊNCIAS


Potenciais que foram percebidos pela estudante de jornalismo Bruna Martins. Ela é pisciana e se reconhece como uma pessoa sonhadora, distraída, emotiva e, às vezes, contraditória, como o seu signo de Peixes. “Identifico-me com todos esses aspectos, apesar de que procuro forçar maior racionalidade”, diz. Porém, nem sempre foi assim. Descrente, encontrou na amiga aquela faísca de curiosidade e passou a ler, pesquisar e se aprofundar sobre astros. “Já ouvia muito falar, mas só fiquei apegada mesmo a isso depois de conhecer uma amiga que era muito apegada. Então, ao ler sobre, acabei me identificando e vendo algumas coincidências.”Sobre o mapa astral, ela conta que, além do Sol, tem Vênus e Saturno em Peixes, Lua em Virgem e ascendente em Câncer. “O que resume uma pessoa sentimental, romântica, perfeccionista e que se preocupa bastante com a imagem que passa para os outros.” O conhecimento de sua vida além de seus princípios foi fundamental para um novo mundo que estava se apresentando para ela. “Foi o primeiro passo para minha autoanálise e reflexão interior. Atualmente, acho que ele não faz tanta diferença, mas no início, foi pesquisar sobre isso que me incentivou a querer me conhecer mais e buscar formas pra isso, como a terapia”, relembra.

ENTENDA

SOL

» É sua personalidade e essência. Você é, em essência, seu SOL. Tem as qualidades do signo onde ele está, que serão expressadas em maior ou menor grau e de formas específicas, de acordo com o restante do seu mapa.

ASCENDENTE

» É seu comportamento e apresentação pessoal. Você se comporta de acordo com seu ASC, que é a forma como se mostra ao mundo, pelo menos de início. As qualidades desse signo vão se manifestar em sua personalidade, em maior ou menor grau, de acordo com o restante do seu mapa.

LUA

» São suas emoções e necessidades. Você sente segurança quando atende às necessidades de sua Lua. Suas emoções e questões afetivas dependem do signo lunar. Você terá em tua personalidade as qualidades do signo lunar, que se manifestam em maior ou menor grau, de acordo com o restante do seu mapa

Fonte: Titi Vidal


OS PLANETAS

» Mercúrio: representa a comunicação e a inteligência emocional

» Vênus: é o planeta dos relacionamentos e das emoções

» Marte: é o planeta que mostra como você gasta energia, seja no dia a dia, em esportes ou no sexo

» Júpiter:
representa o que facilita você. Qual energia você tem facilidade de utilizar em sua vida

» Saturno: indica quais são as dificuldades e os obstáculos que você deve superar na vida para evoluir como pessoa

» Urano: concentra a criatividade e o senso coletivo

» Netuno:
relacionado com espiritualidade e transcendência

» Plutão: é o planeta do inconsciente e das emoções profundas C

COMO FAZER O MAPA ASTRAL

O mapa astral é um instrumento para você se conhecer melhor por meio das influências do seu signo, das casas astrais e das energias dos planetas. Há vários sites na internet que oferecem esse serviço, alguns gratuitos. Porém, para um mapa mais detalhado e com informações precisas, procurar um profissional é boa opção.

(foto: Euler Junior/EM/D.A Press)
(foto: Euler Junior/EM/D.A Press)
Palavra de especialista

Aloísio Andrade, psiquiatra e psicanalista

Ritmo cósmico


“Há um importante conceito de ritmo que rege a natureza em que nos incluímos. É o ritmo circadiano, objeto inclusive de Prêmio Nobel. O ritmo circadiano está incluído em um ritmo maior, do reino das plantas, e que é dirigido por todas as atividades fora dele: insetos à sua volta, movimento do Sol, do vento, estações do ano e chuvas etc. Para além do que vemos, ainda existe atividade, como por exemplo, a dos astros e planetas, estrelas e outras galáxias. No calendário biodinâmico, usado pela agricultura com base na antroposofia, há indicações de uso desses ritmos cósmicos, e os agricultores fazem isso há muitos anos, em várias regiões do mundo e do Brasil, com resultados muito importantes para plantios e colheitas. Se esses movimentos cósmicos atuam na vida das plantas, por que não agiriam de alguma forma sobre nós, que ingerimos os vegetais como parte fundamental de nossa alimentação e nutrição? Afinal, comemos os vegetais, e com eles, de alguma forma, absorvemos esse ritmo cósmico. Não só isso: a cada estação, temos uma nova adaptação orgânica a ela e, com isso, uma nova rede de neurotransmissores é ativada para essa adaptação à nova estação. Frio, calor, umidade, relaxamento, estresse, cada alteração na natureza altera nosso comportamento em virtude da mudança da dinâmica específica de nossos neurotransmissores em cada dinâmica específica da natureza externa. E, com isso, podemos sofrer influências. Mas uma vez que estamos conscientes dessas influências, podemos modelar a intensidade dela sobre nós.”

* Estagiário sob a supervisão da subeditora Elizabeth Colares


Publicidade