Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. ASSINE AGORA >>

Publicidade

Estado de Minas

Tenente mineira de 105 anos ganha homenagem em Belo Horizonte

Carlota Mello, mineira de Salinas, serviu à FEB como enfermeira durante a Segunda Guerra Mundial


postado em 15/10/2019 04:00 / atualizado em 14/10/2019 18:32

A tenente da FEB Carlota Mello (C), mineira de Salinas, com o general Altair José Poisin, comandante da 4ª Região Militar, onde recebeu homenagem(foto: 4ª Região Militar/Divulgação)
A tenente da FEB Carlota Mello (C), mineira de Salinas, com o general Altair José Poisin, comandante da 4ª Região Militar, onde recebeu homenagem (foto: 4ª Região Militar/Divulgação)

 
FEB
TENENTE CARLOTA MELLO

Em 12 de outubro, houve emocionante solenidade no quartel da 4ª Região Militar, em Belo Horizonte. O comando da corporação prestou homenagem à tenente Carlota Mello, a última mineira viva que serviu à Força Expedicionária Brasileira (FEB) durante a 2ª Guerra Mundial, no combate às tropas nazistas na Itália. Mineira de Salinas, Carlota Mello era enfermeira no front. É considerada uma relíquia nacional pelo Exército. A homenagem foi em comemoração aos 105 anos da heroína, que ainda se recorda de seu trabalho de atender e consolar soldados feridos.

***

Em maio, a tenente Carlota Mello foi homenageada no Colégio Militar, em Brasília, e recebeu o Grão Colar da Ordem do Mérito Tenente Enfermeira Virgínia Leite. Em BH, a mineira foi brindada pela banda de música da 4ª Região Militar com a Canção do expedicionário e com o Happy birthday to you, na presença de integrantes da guarnição, familiares e amigos.


IMPOSTOS
NOVAS ALTERNATIVAS

Com a crise econômica presente, o déficit público aumentando e a falta de recursos constante, a política financeira do governo federal comandada pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, tem como um de seus objetivos aumentar a arrecadação de impostos. O retorno da malfadada Contribuição Provisória sobre Movimentações Financeiras (CPMF), extinta há oito anos, continua a ser considerado. O problema é que o governo está numa sinuca de bico. Com 48 milhões de brasileiros exercendo atividades informais, não dá para cobrar impostos desse pessoal, como também dos 12 milhões de desempregados.

***

Por outro lado, caiu a arrecadação de impostos sobre a utilização de meios de comunicação no Brasil, devido ao uso da internet e da tecnologia digital. Quase ninguém usa telefone fixo. Não há incidência de impostos sobre WhatsApp, por exemplo. Se a empresa coloca um robô no lugar de um operário, não há como cobrar dele os impostos que o funcionário paga. Enfim, se por um lado há a intenção declarada de arrecadar mais, vão desaparecendo os meios normais de cobrar impostos dos cidadãos prestantes. É claro que nem tudo está perdido, pois o governo sempre acha métodos para atacar a bolsa dos contribuintes.
 
 
GESTÃO MÉDICA
ESTRATÉGIA DE MERCADO

Cerca de 150 profissionais de BH participaram do 2º Encontro de Gestão Médica, destinado a discutir os processos de administração no setor, cujo tema foi dos mais peculiares: “Tudo o que a faculdade não nos ensina sobre estratégia de mercado”. A promoção da Inmedic Brasil visou cobrir a falta de conhecimento da classe sobre as áreas de gestão e marketing. O cardiologista Bruno Alencar comandou o encontro, realizado na Associação Médica.
 
 
SUPERMINAS
FESTA DOS SUPERMERCADOS

Será aberta hoje, nos pavilhões do Expominas, a 33ª Convenção Mineira de Supermercados (Superminas). O segundo maior encontro do setor no país reunirá empresários de supermercados e da panificação. Vem gente de todo o estado para BH, o que provoca a ocupação de 65% dos hotéis da cidade. São 480 expositores. Menores de 16 anos não são aceitos. É obrigatória a identificação na portaria, com foto e CPF. Deve-se comparecer bem trajado. Nada de bermuda e boné. E estamos conversados.
 
 
FAMINAS/BH
CONGRESSO DE DIREITO

Dois temas interessantes e atuais estarão em discussão no 3º Congresso de Direito do Vetor Norte, a se realizar em 21 e 22 de outubro, na Faculdade de Direito da Faminas/BH, com participação 
de juristas mineiros e convidados. São eles a crise no direito do trabalho e o direito dos animais sob a perspectiva privada. Serão debatidos os resultados da reforma da justiça trabalhista – avanço 
ou retrocesso? O linchamento do Supremo Tribunal Federal também estará em foco. Participação de 
cerca de 600 inscritos. 
 
 
CALENDÁRIO GREGORIANO
INÍCIO DA DOMINAÇÃO

Nota a título de curiosidade. O dia 15 de outubro de 1582 marcou o início da expansão mundial do chamado calendário gregoriano, anunciado pelo papa Gregório XIII para substituir o calendário juliano, implantado pelo imperador romano Júlio César. O gregoriano corrigia as imperfeições do juliano, era mais prático e condizente com as estações do ano e a rotação do sol. Os primeiros países a adotá-lo foram França, Itália, Espanha e Portugal. Em seguida, foi se espalhando gradualmente por todo o mundo, devido à força da política europeia.

***


Houve grande demora por parte de países não cristãos em adotar o calendário gregoriano, pois havia sido obra de um papa. A China só foi implantá-lo em 1912. A Rússia ortodoxa se rendeu a ele em 1918. Um país que demorou a aderir foi a Turquia, em 1926. É claro que ainda existem os calendários muçulmano, judeu, chinês, budista, etíope, etc. Mas o oficial, que todo mundo respeita, é mesmo o gregoriano. Sem apelação.

FENATRAN
CABINES DE DESCANSO

Teve início ontem, em São Paulo, o 22º Salão Internacional do Transporte Rodoviário de Carga, o maior encontro do transporte rodoviário da América Latina, que será encerrado na sexta-feira. Várias novidades foram programadas, como a apresentação do caminhão mais veloz do mundo, o Volvo Iron Knight, que atinge cerca de 280 km/h. Notícia importante para a segurança das estradas: serão instaladas cabines de descanso para motoristas de caminhão em todas as rodovias brasileiras. O projeto será financiado por grandes transportadoras, empresas privadas do setor petroquímico, seguradoras e grandes indústrias. O governo não participa. Prevê-se a instalação de meio milhão de pequenos dormitórios onde motoristas poderão descansar.

ABL
NOVO IMORTAL

Na sexta-feira, a Academia Brasileira de Letras (ABL) ganha um novo integrante, o jornalista e escritor Ignácio de Loyola Brandão, o que aumenta o número de jornalistas na entidade, formada por pessoas das mais diversas atividades. Muitas delas, aliás, não se dedicam com muito afã à atividade literária. No grupo dos imortais há três políticos aposentados, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, o ex-presidente José Sarney e o ex-vice-presidente Marco Maciel. Atualmente, a ABL tem quatro mineiros. Um dos últimos a ter pretensões de entrar na casa é o chargista Ziraldo. 

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade